Vale vai transferir terras e Itabira pode ter portal de acesso para o Parque Serra do Cipó

Na última quarta-feira, 2 de setembro, os conselhos consultivos do Parque Nacional Serra do Cipó e Área de Proteção (APA) Morro da Pedreira se reuniram para discutir a criação de um portal de acesso ao Parque Serra do Cipó no povoado Serra dos Alves. Essa ação depende da incorporação de áreas de compensação ambiental pertencentes à Vale.

A mineradora concordou em repassar essas áreas para o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o que permite a expansão do parque. Os terrenos de propriedade da Vale somam sete mil hectares, sendo que 1.620 já foram adquiridos pelo centro de preservação.

Dentro dessas áreas está a cabeceira do rio Tanque, considerada importante para Itabira. Isso porque o município tem a necessidade de ter uma reserva de água que possa ser usada para o abastecimento à população. Além disso, a região ainda abriga uma variedade de espécimes da fauna e flora que precisam ser protegidas.

Os terrenos estão localizados no limite de áreas entre o Parque Nacional Serra do Cipó e o povoado Serra dos Alves, que pertence a Itabira. Devido à sua importância para o município e a necessidade de a Vale contar com áreas de compensação – uma obrigatoriedade dos licenciamentos ambientais – houve o interesse de garantir a preservação do local.

Com a mineradora concordando em transferir as terras para o ICMBio, a proposta foi encaminhada para o Estado para que seja aprovada como uma medida compensatória. Somente após esse trâmite documental acontecerá a ampliação do Parque Nacional Serra do Cipó e a criação do portal de acesso pela Serra dos Alves.

Comentários