UFMG irá elaborar planejamento para o desenvolvimento do turismo em Catas Altas

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), através do Centro de Pesquisa-Ação em Planejamento Turístico do IGC/UFMG e da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep), irá elaborar medidas em prol do desenvolvimento do turismo de Catas Altas, Minas Gerais.

O projeto envolverá ações colaborativas técnico-científicas de planejamento territorial nas áreas de turismo, meio ambiente e de desenvolvimento urbano. O serviço foi contratado pela Prefeitura de Catas Altas.

Dentre as ações previstas estão a elaboração de planos de manejo e gestão dos atrativos naturais e dos bens culturais (levantamento e qualificação de trilhas, sinalização turística, estudo arqueológico Serra do Pinho, entre outras); gestão e monitoramento da atividade turística (como atendimento, capacitação de monitores, projeto de comunicação, levantamento de demandas e ofertas); apoio técnico-científico ao marketing e eventos (para concepção do marketing do destino e organização do 1º Fórum do Turismo da região do Caraça); e plano de monitoramento ambiental (com criação da cartografia do uso e Ocupação do Solo e aquisição da imagem de satélite).

Com previsão de duração de oito meses, o projeto está orçado em quase R$ 145 mil e deve ter início em 2019. “Com o apoio da UFMG, teremos suporte qualificado para desenvolver o turismo de Catas Altas de forma profissionalizada. Nosso objetivo será deixar a cidade ‘pronta’ para receber bem os turistas, sem que isso prejudique quem já mora nela”, explica o prefeito José Alves Parreira.

O secretário de turismo e cultura, Lucas Nishimoto, completa que o município já possui um atrativo de peso internacional (o Santuário do Caraça), assim como atrações turísticas importantes, como sítios arqueológicos, paisagens, natureza e centro histórico, que “só precisam ser organizados e preparados para transformá-los em grandes atrativos inseridos em produtos turísticos com diferenciais no mercado”.

“Com esse projeto, teremos condições adequadas de apresentar o melhor de Catas Altas. Principalmente agora, com a gravação da minissérie da Globo ‘Se Eu Fechar os Olhos Agora‘, as paisagens mais bonitas da cidade serão apresentadas para o mundo e elas precisam estar adequadas para que o turista possa aproveitá-las”, ressalta Nishimoto.

Segundo o professor Allaoua Saadi, criador do curso de turismo da UFMG e coordenador do Centro de Pesquisa, a realização do projeto mostra “a disposição de uma gestão municipal comprometida com o planejamento do Turismo de médio e longo prazo para modernizar a oferta e a gestão do turismo local, implantando ações contemporâneas numa visão integrada que busca o longo prazo e a contribuição de todos”, destaca.

LEIA MAIS

Comentários