Secretaria de Turismo de Minas Gerais lança segunda edição do projeto #vempassarinharMG

A Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG) lançou, na quinta-feira, 24 de maio, o projeto #vempassarinharMG2018, no Instituto Inhotim, em Brumadinho, Minas Gerais. O evento conta com a parceria do Instituto Estadual de Florestas (IEF), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), do Circuito Turístico Veredas do Paraopeba e das agências de turismo DestinosMG e Maritaca Expeditions.

Com o foco no fomento do turismo nos Parques Naturais de Minas Gerais, a passarinhada, como é chamada pelos observadores, também pretende listar um número maior de aves durante a prática de observação.

Para isso, os participantes caminham pelas trilhas das unidades de conservação com o objetivo de promover o monitoramento de aves como ferramentas de conscientização e conservação das espécies e seus habitats. Além disso, há ainda um momento de aprendizado onde o público participa da palestra intitulada “Papo de Passarinho”.

Superando as expectativas, em 2017 o projeto alcançou resultados positivos. Na oportunidade, a iniciativa registrou mais de 260 espécies de aves e contemplou quatro regiões, gerando uma grande interação com a comunidade.

O secretário de Estado Adjunto de Turismo de Minas Gerais, Gustavo Arrais, afirma que o projeto #vempassarinharMG é uma importante ferramenta para atrair turistas para o estado.

“Sabemos que a observação de aves atrai observadores de outros estados brasileiros e muitos adeptos de outros países, como Alemanha, Canadá, Estados Unidos e Inglaterra, onde a prática já está consolidada. Dessa forma, vamos aproveitar as ações nos parques alocados em diversas regiões mineiras para apresentar aos turistas os inúmeros atrativos que Minas Gerais possui”, destaca.

A biodiversidade encontrada no Jardim Botânico do Inhotim é a base para o desenvolvimento de estudos e pesquisas na área ambiental.  “O Museu é um espaço que constitui um refúgio ímpar para fauna e flora da região, proporcionando a observação de pássaros. Neste contexto, o projeto #vempassarinharMG representa mais uma importante ação visando ao despertar de uma consciência ambiental. É com muito carinho e grande expectativa que recebemos este evento”, completa Lucas Sigefredo, diretor do Jardim Botânico do Inhotim.

Para o evento, o Educativo do Inhotim preparou uma programação especial. Na Estação Aves, os visitantes podem contemplar vocalizações de espécies de aves encontradas no Inhotim, tais como joão de barro, lavadeira mascarada e sabiá laranjeira, além de descobrirem curiosidades e informações relevantes para o conhecimento e apreciação destes animais.

Os visitantes também aprenderão a arte do origami (técnica japonesa de dobradura de papel, sem uso de corte e colagem), que se inspirou na ave tsuru (ave sagrada para o Japão sendo símbolo de saúde, boa sorte, felicidade, longevidade e fortuna) para criar uma de suas mais conhecidas formas. A atividade também acontecerá no 31 de maio, de 14h às 16h, no Centro de Educação e Cultura Burle Marx do Inhotim.

Nos próximos seis meses, durante a programação anual, a ação será realizada em outros parques com caminhadas por trilhas seguidas de um momento de aprendizado sobre a importância da observação de aves e outros temas relevantes para a comunidade local.

#vempassarinharMG

A observação de aves é uma atividade crescente no Brasil, onde a cada ano mais pessoas se encantam ao encontrar e identificar pássaros. Praticada há várias décadas na Europa e Estados Unidos, envolve crianças e adultos, todos munidos de binóculos ou câmeras, em uma aventura em busca de novas espécies. Com mais de 1.900 espécies, o Brasil é um dos principais destinos para observadores de aves do mundo todo e, claro, cada vez mais brasileiros se tornam praticantes.

Em Minas Gerais não poderia ser diferente. Diante de um estado rico em belezas naturais e cenários exuberantes, coberto por três biomas, Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga, possui relevo acidentado, onde é possível encontrar mais de 40% das espécies de aves registradas no país.

Calendário 2018:

24 de junho

  • Parque Estadual Mata do Limoeiro – Ipoema/Itabira

8 de julho

  • Parque Nacional Cavernas do Peruaçu – Itacarambi

5 de agosto

  • Parque Estadual Serra do Intendente – Conceição do Mato Dentro

2 de setembro

  • Parque Estadual Nova Baden – Lambari

21 de outubro

  • Parque Estadual Serra do Brigadeiro – Araponga

11 de novembro

  • Parque Nacional do Caparaó – Alto Caparaó

*Com informações da Agência Minas.

LEIA MAIS

Comentários