Secretaria de Estado de Turismo quer incentivar turismo nas unidades de conservação em Minas Gerais

A equipe técnica da Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG) se reuniu no dia 14 de março, uma terça-feira, com o coordenador regional do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Mário Douglas. O objetivo do encontro é incluir as unidades de conservação nacionais no projeto de fomento ao turismo nos parques que a Setur atua junto com o Instituto Estadual de Florestas (IEF).

Com o intuito de aumentar o fluxo turístico, por meio da melhoria da estrutura, promoção, comercialização e dos serviços das unidades de conservação e suas regiões, o projeto, que já possuía 11 parques estaduais selecionados para receber fomento, ganhou mais cinco unidades federais, sendo Parque Nacional da Serra do Cipó, Parque Nacional do Caparaó, Parque Nacional do Itatiaia, Parque Nacional da Serra da Canastra e Parque Nacional Cavernas do Peruaçu.

Estão previstas diversas ações no projeto, como visitas de reconhecimento das agências de turismo mineiras aos principais parques, a criação de um software que unifique as informações levantadas nos parques sobre o perfil dos visitantes, produção de material promocional dos parques, realização de seminários de sensibilização e qualificação, participação em feiras e eventos, além de presstrips com importantes veículos de comunicação e blogs de viagens que conhecerão as regiões, gerando assim visibilidade dos atrativos diretamente para os turistas.

Com esse projeto, a Setur e parceiros acreditam que haverá um aumento de visitantes nas unidades de conservação, uma melhoria das avaliações dos parques e aumento do fluxo turístico no Estado. Para o secretário de Estado de Turismo de Minas Gerais, Ricardo Faria, o projeto visa o desenvolvimento do turismo. “As unidades de conservação estaduais e federais são importantes atrativos turísticos do nosso Estado, com grande potencial para aumento do número de visitantes. É estratégico para a Setur fomentar o segmento de turismo de natureza, que é o segundo mais buscado pelo público que visita Minas Gerais”, destaca.

Projeto “Fomento ao Turismo nas unidades de conservação”

Este projeto é uma parceria da Setur-MG com o Instituto Estadual de Florestas (IEF) que consiste em integrar ações das duas instituições, de maneira a estimular o fluxo turístico nos parques e suas regiões, por meio de melhorias nas estruturas, promoção, comercialização e dos serviços. Inicialmente foram selecionados 11 parques para o início das ações, sendo Ibitipoca, Itacolomi, Lapa Grande, Mata do Limoeiro – localizado em Ipoema, distrito de Itabira –, Nova Baden, Rio Doce, Rio Preto, Serra do Brigadeiro, Sumidouro, Monumento Natural Gruta Rei do Mato, Monumento Natural Peter Lund. O projeto é uma das ações prioritárias do Governo de Minas e está incluso no Pacto pelo Cidadão.

*Com informações da Setur.

LEIA MAIS

Comentários