Parques nacionais têm preços dos ingressos alterados

A portaria nº 43, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), publicada no dia 2 de outubro no Diário Oficial da União (DOU), atualiza a tabela de preço dos ingressos nas unidades de conservação (UCs) federais de todo o país, em especial os parques nacionais. Os novos valores estão em vigor desde o dia 1º de novembro.

A portaria 43 é baseada em outra portaria, de nº 366, editada em 2009 pelo Ministério do Meio Ambiente, que estabelece que a atualização dos preços dos ingressos das UCs deva ser feita anualmente, com base na variação do IPCA. Assim, o atual aumento foi de 9,52%, correspondente à variação deste índice nos últimos 12 meses.

A única exceção foi o Parque Nacional de Brasília, que teve uma variação maior no valor do ingresso, passando de R$ 8 para R$ 12, no caso de brasileiros e estrangeiros que moram no Brasil, e de R$ 16 para R$ 24, para estrangeiros. Isso se deve à mudança de status do parque, que passou do grupo 6 para o grupo 2.

“Essa mudança de status do Parque Nacional de Brasília, que subiu na escala de classificação dos parques, sendo equiparado hoje ao Parque Nacional da Tijuca, tem relação, principalmente, com a quantidade e qualidade dos serviços oferecidos aos visitantes”, explica o coordenador de Visitação do ICMBio, Jorge Nogueira.

Além dos ingressos, a portaria atualiza o preço dos serviços e atividades de uso público. Os valores dos serviços administrativos, técnicos e outros serviços ligados às unidades de conservação federais que não constam nos anexos da norma continuam vigorando e serão atualizados em instrumento específico.

Confira a portaria com a tabela de preços aqui.

Com informações do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Comentários