Minas Gerais e Portugal fortalecem parceria para projetos relacionados ao turismo religioso

Minas Gerais e Portugal deram mais um passo para fortalecer projetos relacionados ao turismo religioso, que movimenta milhões de pessoas em todo o mundo. O governo mineiro, por meio da Secretaria de Estado de Turismo (Setur) participou, de 10 a 12 de novembro, do VI Congresso Internacional das Cidade-Santuário, em Fátima, Portugal. Minas Gerais e o país europeu estão desenvolvendo uma rota turística ligando Fátima (Portugal) ao Santuário de Nossa Senhora da Piedade, em Caeté (MG), Estrada Real e à cidade de Aparecida, em São Paulo.

Com o tema central “Novos caminhos na valorização da peregrinação e do turismo religioso: cooperação, gestão e inovação”, o evento proporcionou um extenso intercâmbio de informações entre os 16 países participantes. Para o secretário de Estado de Turismo de Minas Gerais, Ricardo Faria, presente no encontro, a iniciativa foi uma importante ferramenta para movimentar o setor. “Por meio deste congresso, Minas Gerais foi mais uma vez apresentada ao mundo, agora como destino turístico religioso”, revela.

O governo mineiro tem investido progressivamente no aumento do fluxo de turismo religioso. Para isso, são necessárias novas formas de gestão, de cooperação e de constante procura dos modos mais criativos para manter e incrementar as atividades econômicas ligadas a este segmento. “Estamos em constante aprendizado em relação ao desenvolvimento do turismo religioso no mundo. Além da busca espiritual e da prática religiosa, fica notório a grande possibilidade de gerar emprego e renda e, consequentemente, contribuir positivamente com a qualidade de vida de todos os envolvidos”, diz Faria.

O santuário de Fátima recebe anualmente cerca de 7 milhões de turistas. Já o santuário de Nossa Senhora Aparecida (SP) recebeu, em 2015, cerca de 15 milhões de visitantes. Por sua vez, o santuário de Nossa Senhora da Piedade recebe cerca 320 mil turistas por ano. Em 2017, Piedade completará 250 anos de peregrinação – e, Aparecida, 300 anos, marcados pela aparição de Nossa Senhora Aparecida na cidade.

Portugal o terceiro maior emissor de turistas para Minas Gerais e um dos mercados prioritários em atração de turistas internacionais. O país europeu reforçou, no encontro, o propósito de fortalecer os laços turísticos com Minas Gerais. “Portugal reforçou o interesse em contribuir e investir na proposta que pretende integrar o Santuário de Fátima, em Ourém, ao Caminho Religioso Estrada Real (CRER), que já abraça 33 municípios mineiros e seis do estado paulista”, destacou o secretário.

Em julho, o acordo de cooperação técnica neste sentido foi assinado entre a Setur-MG, o Centro Nacional de Cultura e a Câmara Municipal de Ourém, dando início à elaboração de um plano de execução para interligar os polos religiosos. O projeto conta também com a participação e parceria da Arquidiocese de Belo Horizonte, que foi representada pelo padre Fernando César.

O projeto ainda está em fase de formatação e terá como elemento promocional um passaporte que será carimbado em cada uma das etapas, com destaque para Fátima, para o santuário de Nossa Senhora da Piedade (MG) e de Nossa Senhora da Aparecida (SP). “Assim nós fortalecemos o turismo religioso em nosso Estado. Divulgar Minas Gerais é a melhor forma de convidá-los a conhecer de perto o que temos de melhor”, finaliza Ricardo Faria.

*Com informações da Agência Minas.

LEIA MAIS

Comentários