História de Tiradentes atrai turistas para Minas Gerais

Em Minas Gerais encontra-se boa parte do patrimônio histórico nacional. Suas cidades centenárias contêm importantes registros materiais que narram episódios marcantes da história do Brasil. A exemplo disso, comemora-se no dia 21 de abril, o Dia de Tiradentes, protagonista da Inconfidência Mineira, que ocorreu na antiga Vila Rica, atual município de Ouro Preto.

Nascido em 12 de novembro de 1746, em Minas Gerais, que na época era capitania subordinada à Cora Portuguesa, durante o período do Brasil Colonial, Joaquim José da Silva Xavier, popularmente conhecido como Tiradentes, foi um dos líderes da Inconfidência Mineira. Por ter sido o único dos inconfidentes a receber a pena capital, isto é, a pena de morte, pela forca, Tiradentes teve sua luta reconhecida nacionalmente.

Muitos dos inconfidentes foram presos com punições severas. O único a se repudiar foi Tiradentes, que, por isso mesmo, recebeu a pena mais dura, que só teve fim em 21 de abril de 1792, quando foi enforcado, decapitado e esquartejado em plena praça pública, na antiga Vila Rica.

Mais tarde, já no período imperial e também no período republicano, a imagem de Tiradentes passou a ser representada como um ícone da liberdade e independência do Brasil, como herói da nação.

No ano de 1965, já na primeira fase do Regime Militar no Brasil, o marechal Castelo Branco, então presidente da República, contribuiu para o reforço dessa imagem de Tiradentes, sancionando a Lei 4.897, de 9 de dezembro, que instituía o dia 21 de abril como feriado nacional e Tiradentes como, oficialmente, Patrono da Nação Brasileira.

Até os dias atuais, Tiradentes tem papel importante dentro da história mineira atraindo muitos turistas para conhecer de perto toda sua trajetória que está diretamente ligada à história do Brasil.

Dados da Pesquisa de Demanda 2017, realizada pela Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG), mostram que dentre as pessoas que viajaram motivadas a lazer ou passeio, 46% buscaram o turismo cultural.

O município de Ouro Preto foi a primeira cidade do Brasil e uma das pioneiras do mundo a ser considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, em 1980. Sua primorosa arquitetura colonial começou a ser construída no auge do Ciclo do Ouro. Já o importante legado histórico descendente da Inconfidência Mineira se expressa nas atividades culturais e no centro histórico.

Formado por mais de 4 mil objetos, o acervo do Museu da Inconfidência, localizado no centro histórico de Ouro Preto, reúne exemplares de praticamente todas as esferas da vida social mineira dos séculos XVIII e XIX. A verdade histórica de que a inconfidência não teria existido se não fosse Vila Rica, onde estava emergindo uma classe social com massa crítica que permitiu se pensar na autonomia do país, o Museu foi reestruturado para apresentar a Inconfidência relacionada com Ouro Preto.

Cidade de Tiradentes

Valorizando a figura do herói da Inconfidência Mineira, em 6 de dezembro de 1889, o governo republicano homenageia Tiradentes colocando seu nome na antiga cidade de Santo Antônio da Ponta do Morro.

Atualmente, o centro histórico da cidade de Tiradentes é reconhecido como patrimônio cultural da humanidade, tomado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Considerado um dos polos turísticos mais importantes do Brasil, o município se orgulha de sua vocação turística também pautada pela história de Tiradentes.

*Com informações da Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais, Observatório do Turismo de Minas GeraisTiradentes Gerais.

LEIA MAIS

Comentários