Em 2014, mais de 4.500 visitantes passaram pelo Parque Mata do Limoeiro

Na última sexta-feira, 14 de agosto, o Instituto Estadual de Florestas (IEF) realizou uma reunião para prestar contas sobre as atividades do Parque Estadual Mata do Limoeiro, localizado no distrito de Ipoema. O encontro contou com a participação do prefeito Damon Lázaro de Sena e dos secretários Erminton Machado Gomes (Governo), Nivaldo Ferreira dos Santos (Meio Ambiente / Agricultura e Abastecimento) e Heitor Bragança Lemos (Ordem Pública), além do administrador de Ipoema, Luiz Carlos de Souza.

De acordo com o analista ambiental do IEF e gerente do parque, Alex Amaral Oliveira, somente no ano passado foram 4.674 visitantes na unidade de conservação, que estiveram nas trilhas, cachoeiras ou participando dos projetos desenvolvidos no Parque Mata do Limoeiro. O centro trabalha para a preservação de espécies da fauna e da flora características da Mata Atlântica.

Além das atividades turísticas, o IEF vem desenvolvendo atividades de educação ambiental nas comunidades do parque. Entre os principais pontos atendidos estão as escolas municipais Dona Maria Elias, na comunidade do Macuco, Manoel Tomaz, na comunidade de Duas Pontes e José Custódio, na comunidade do Turvo; assim como as escolas estaduais Professor Manoel Soares, em Ipoema, e Antônio Martins Pereira, em Senhora do Camo.

E não é somente nas escolas que o IEF trabalha a conscientização ambiental. Os moradores das comunidades que estão em volta do parque também participam de atividades promovidas pela unidade de conservação. As visitas preventivas residenciais acontecem em Macuco, Serra dos Alvez, Duas Pontes, Cedro, Laranjeiras, Boa Vista, Morro Redondo, Maná e Santa Rosa.

O Parque Mata do Limoeiro ainda realiza outros projetos que, em sua maioria, trabalha a educação ambiental das comunidades próximas e dos turistas que passam pela região. Entre as iniciativas estão o Eco Folia, que acontece no Carnaval, Natal em Comunidades, Semana da Água, Semana do Meio Ambiente, Semana Florestal, Corrida e Caminhada da Mata do Limoeiro, Ciclismo pela Mata do Limoeiro, Caminhada com Deficientes Visuais e Postal Limoeiro. Segundo o IEF esses projetos já atenderam mais de 4.000 pessoas.

Desafios
Desde a sua criação a unidade de conservação convive com uma série de problemas. Caçadores e pescadores costumam entrar nos limites do parque, o que ameaça os animais e plantas do local, inclusive aqueles com risco de extinção. Parte das atividades desenvolvidas no parque é para conscientizar às pessoas para que não realizem essas atividades e contribuam para a manutenção do espaço.

A invasão do terreno por gados também é um desafio a ser enfrentado pela gestão do parque. Esses animais ameaçam a estrutura atual e colocam em risco a fauna local. Para enfrentar esses problemas o IEF promove ações educativas e, em casos mais sérios, conta com o apoio da Polícia Militar de Meio Ambiente.

História
A sede administrativa do Parque Estadual Mata do Limoeiro funciona na antiga escola do Ipocarmo. O imóvel foi cedido ao IEF pela Prefeitura de Itabira. O termo de cessão do espaço foi assinado pelo prefeito Damon de Sena em outubro de 2013. Porém, a unidade de conservação foi aberta oficialmente à visitação no dia 04 de dezembro de 2014, quando foi publicada a Portaria 163.

O Parque Mata do Limoeiro possui uma área de 2.005,50 hectares e foi criado em 2011. A unidade está localizada na Serra do Espinhaço, em uma região de transição entre o Cerrado e a Mata Atlântica. Dessa forma, o centro de conservação é um importante remanescente desses dois biomas, abrigando, inclusive, espécies da fauna e da flora ameaçados de extinção, como o Bugio e o Jacarandá Caviúna.

Comentários