Cadeirantes agora poderão visitar Machu Picchu

Possibilitar acessibilidade, hoje em dia, passou a ser uma necessidade iminente de empresas que promovem o turismo pelo mundo. Justamente por isso, cadeirantes já podem visitar a cidade perdida da civilização Inca em Machu Picchu, no Peru. Apesar dessa não ser um tarefa simples, já que a cidade de pedra fica no topo de uma montanha a mais de 2 mil metros de altitude, a agência de turismo Wheel the World, fundada pelo cadeirante Alvaro Silberstein, decidiu criar um roteiro no local para pessoas com deficiências.

Portanto, surgiu a possibilidade de realizar uma visita à cidade é guiada, com opções em inglês e espanhol, e permitida também para crianças acima de 8 anos. O pacote inclui transporte adaptado, equipamentos necessários eventuais e ajudantes. Assim, o viajante que estiver sozinho pode ir até Machu Picchu com a ajuda da agência.

O processo de elaboração do pacote foi complexo. Foi preciso pensar em cadeiras de rodas especiais para seram fornecidas pela agência para poder enfrentar as trilhas que levam ao local. Os valores dos pacotes ainda são bastante acima dos praticados normalmente. A Wheel the World é especializada em viagens inclusivas para cadeirantes e passou a receber convites de diversos locais turísticos para torna-los acessíveis de fato.

LEIA MAIS

Comentários

Tatiana Linhares. Muitas. Jornalista. Mineira. Tatuada. Outono e primavera. Pão de queijo. Livros. Música. Revistas. Cinema. Teatro. Futebol. Cruzeiro. Viagens de carro. Areia e mar. Esmalte colorido. Cerveja gelada. Família grande. Incontáveis amores. Paixonites agudas. Saudade. Simplicidade. Palavras