Ecossistema brasileiro é considerado um dos mais antigos do mundo

Sabe o que aproxima e muito a Bahia e Minas Gerais? O fato de ambos os Estados Brasileiros abrigaram um dos ecossistemas mais diversificados e antigos do mundo: o Campo Rupestre.

Durante muito tempo, a ciência fechou seus olhos para esse ecossistema. Hoje, ele está há um passo de ser elevado à categoria de bioma. Esse fato foi destacado em uma reportagem do canal de televisão National Geographic. Atualmente, o ambiente vem sendo classificado como parte do bioma Cerrado.

Considerado um dos solos mais pobres do mundo, o Campo Rupestre consegue manter espécies que sofreram adaptações tão grandes e revolucionárias para permanecer no local em que estão, que seriam incapazes de crescer em qualquer outro ambiente.

Campo-rupestre-no-Parque-Nacional-da-Serra-do-Cipo-Minas-Gerais-Brasil

Mesmo assim, o Campo Rupestre ainda é uma das áreas mais diversas do planeta. Embora ocupe apenas 1% do território brasileiro, esse ecossistema consegue resguardar 15% de todas as espécies de plantas encontradas no país. Sua biodiversidade talvez seja maior do que a de florestas como a Mata Atlântica ou a Amazônia.

Mas, o Campo Rupestre, corre sérios riscos. Pesquisas recentes apontaram que 80% da sua área pode ser perdida nos próximos 50 anos. A culpa é das mudanças climáticas. Outro fato triste é menos de um terço de sua área se encontra localizada em unidades de conservação, e, como as plantas são adaptadas a um microclima tão específico, é provável que se perca também grande parte da biodiversidade brasileira.

LEIA MAIS

Comentários