Com produção diversificada, Brasil é destaque no Emmy Internacional e ganha dois prêmios

Várias produções brasileiras concorreram ao Emmy Internacional de 2019. O Brasil chegou à premiação, que aconteceu na segunda-feira, 25 de novembro, em Nova York, com nove indicações em algumas das principais categorias que celebram o melhor da televisão ao redor do mundo, exceto pelos Estados Unidos.

O “Especial de Natal Porta dos Fundos”, levou o Emmy Internacional na categoria Comédia. E “Hack the city”, do National Geographic, foi agraciado com o troféu na categoria de Séries de Curtas.

Vale destacar as indicações que, infelizmente, não ganharam, mas chamaram atenção esse ano. Marjorie Estiano, por exemplo, foi indicada por seu trabalho na segunda temporada da série da Globo “Sob pressão”, ao prêmio de melhor atriz. O mesmo aconteceu com Raphael Logam, astro da série “Impuros”, da FOX, que disputou o prêmio de melhor ator.

Outras categorias de peso com produções brasileiras foram: a série de drama “Um contra todos”, da FOX; a minissérie “Se eu fechar os olhos agora” , da TV Globo, e a terceira temporada de “Magnífica 70”, da HBO. Fora da ficção, o Brasil se afirmou na produção de documentários com a indicação de “Ópera aberta – Os pescadores de pérolas”, de Fernando Meirelles e Carlos Nader, concorrendo na categoria de programa de arte, e “A primeira pedra”, produzido pelo Canal Futura em parceria com a produtora Couro de Rato, na categoria documentários.

LEIA MAIS

Comentários