Ideias sustentáveis que precisamos adotar: canudos feitos de capim

É um fato tristemente comprovado: o Brasil é o quarto país que mais produz lixo plástico no mundo. Infelizmente, reciclamos apenas 1,3% desse total. Das muitas toneladas que produzimos de lixo anualmente, os canudos se tornaram uma ameça para o meio ambiente, sobretudo à vida marinha.

Por esse motivo, os canudos plásticos vêm sendo retirados de circulação, enquanto substitutos de alumínio e papel estão ganhando o mercado pouco a pouco. Nesse sentido, materiais alternativos ao plástico estão sendo bem recebidos pelos consumidores.

É o caso de uma empresa vietnamita que desenvolveu uma solução maravilhosa para combater esse poluente infinito que é o plástico nos canudos. A Ông Hút Co utiliza algo que encontrado facilmente na vegetação típica do país: capim. Similar ao junco, esse tipo de bambu cresce naturalmente no formato de um tubo. E o mais importante, ele impacta positivamente à natureza.

Além disso, a fabricação dos canudos de capim garante emprego para centenas de mulheres artesãs ao longo do delta do rio Mecom, onde a matéria-prima é abundante. Esse processo manual garante a vida útil dos produtos. Aqueles feitos de capim ainda verde tem vida útil de duas semanas guardados na geladeira, mas podem ter essa duração ampliada se fervidos com um pouco de sal. Já os secos, que são deixados no sol por 2 a 3 dias e assados em um forno, duram até seis meses em temperatura ambiente.

Acha que parou por aí? Não! Além de tudo o que já listamos, os canudos são comestíveis e compostáveis, sem químicos ou conservantes, o que os torna naturalmente biodegradáveis. Como muitas dessas boas ideias, os canudos da Ông Hút Co só podem ser comprados no Vietnã.

Canudo_Capim_6

LEIA MAIS

 

Comentários