Plano de Gastronomia de Minas Gerais é aberto à consulta pública

O Governo de Minas Gerais abriu consulta pública sobre o Plano Estadual de Desenvolvimento da Gastronomia de Minas Gerais (PEDG-MG). Os interessados devem responder o formulário presente no site www.planodegastronomia.mg.gov.br até 12 de abril.

O plano visa ordenar, integrar e aperfeiçoar o planejamento de iniciativas privadas, públicas e sociais em prol do setor gastronômico mineiro com o intuito de gerar resultados sustentáveis e positivos e  terá duração de quatro anos, de 2018 a 2021.

O secretário de Estado Adjunto de Turismo de Minas Gerais, Gustavo Arrais, destacou a importância da contribuição da sociedade na construção do plano.

“O plano define as linhas de ação, estratégias e projetos de curto, médio e longo prazo de todas as entidades públicas e privadas que integram o grupo coordenador do programa +Gastronomia. Trata-se de um documento inédito para o setor, que coloca Minas Gerais como referência nacional no desenvolvimento de políticas públicas para a gastronomia”, afirma.

As sugestões enviadas na consulta pública serão consolidadas e discutidas pelo grupo coordenador para consolidação da versão final do PEDG, que será publicada em maio.

A iniciativa faz parte do programa +Gastronomia, criado pelo governo estadual em maio do ano passado, com o objetivo de unificar as iniciativas da administração estadual e entidades privadas no segmento e fomentar a cadeia produtiva do setor em Minas Gerais, que é estratégico para o desenvolvimento econômico.

O documento apresentado na consulta é resultado do trabalho desenvolvido nos últimos seis meses pelo grupo coordenador do programa +Gastronomia, formado por entidades públicas e privadas que atuam direta e indiretamente no setor.

O plano considerou também as contribuições da sociedade civil apresentadas nos Fóruns Regionais de Governo realizados nos 17 Territórios Regionais de Desenvolvimento, e também as propostas encaminhadas diretamente aos órgãos governamentais por entidades representativas do setor de gastronomia.

Para Arrais, a iniciativa inova ao colocar a gastronomia como setor estratégico para o desenvolvimento territorial de Minas Gerais.

“Atualmente, a gastronomia é um dos pilares do turismo em Minas Gerais. Por meio dela, a Secretaria de Estado de Turismo (Setur-MG) está divulgando o estado e fomentando o setor na expectativa de atrair mais visitantes e consolidar Minas Gerais no topo das opções de destinos mais visitados. Além disso, a culinária é fator determinante para o crescimento da economia, gerando emprego e renda para a população e, consequentemente, girando a economia”, frisa.

Programa +Gastronomia

O programa +Gastronomia é uma iniciativa do Governo de Minas Gerais que, entendendo a importância do setor, decidiu dar um passo ousado. O +Gastronomia veio para transformar, por meio de ação de parceria com a sociedade, a gastronomia como eixo estratégico de desenvolvimento do estado, gerando emprego, renda e riqueza para o povo mineiro.

Desde a publicação do decreto 47.192 de 25 de maio de 2017, várias ações já foram realizadas em busca dos objetivos, como participação em feiras e eventos, realização de campanhas de sensibilização e promoção dos produtos gastronômicos e reuniões com setores estratégicos para entender suas demandas.

Em especial, destaca-se a Mineiraria – Casa da Gastronomia, um equipamento cultural/turístico que celebrará a gastronomia mineira, promovendo ações de exposição, atividades culturais, cursos e palestras, entre outros. A Mineiraria será um espaço de visitação, aprendizado e promoção da cadeia produtiva. Também com caráter itinerante, o projeto não se resume à edificação do Centro Cultural Presidente Itamar Franco, mas promove a circulação do conteúdo da gastronomia mineira, seus produtos e valores.

Cumprindo este caráter itinerante, a Cozinha Escola Mineiraria – Mercado Central foi inaugurada como um espaço inovador de capacitação e demonstrações atendendo ao público profissional e aos amantes de gastronomia mineira.

01

LEIA MAIS

Comentários