Idec disponibiliza mapa interativo com feiras orgânicas em todo o Brasil

Desde 2009, o Brasil é o país em que mais se consome agrotóxicos no mundo. Informações da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida apontam que, em 2014, o brasileiro consumiu 7,36 litros dos produtos químicos – e esse número tende aumentar a cada ano. Somente esses dados seriam o suficiente para estimular o consumo de produtos mais sustentáveis, mas os orgânicos ainda enfrentam certa resistência junto ao público.

O preço já não é mais uma barreira para que as pessoas possam consumir alimentos orgânicos, que são considerados mais saudáveis e menos prejudiciais ao meio ambiente. De acordo com um levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), as feiras de produtos orgânicos são mais baratas que os supermercados e a diferença no custo dos produtos pode chegar a 463%.

A grande dificuldade continua sendo o acesso das pessoas aos alimentos orgânicos. Muitos desconhecem locais especializados na venda desse tipo de mercadoria e outros tantos sequer têm conhecimento dessa opção. A falta de informação e de locais onde comprar produtos orgânicos acaba por levar os consumidores a comprarem produtos recheados de agrotóxicos.

Para facilitar o acesso a locais que comercializam alimentos sem agrotóxico, o Idec disponibilizou na Internet o interativo Mapa de Feiras Orgânicas. A ferramenta é gratuita e mostra endereços de feiras orgânicas, agroecológicas, grupos de consumo responsável, agricultura suportada pela comunidade, produtores e agricultores orgânicos e associações e cooperativas de produtores orgânicos. No mapa são disponibilizados dados de todo o país.

Devido às dimensões do Brasil e o número limitado de informações, o Mapa de Feiras Orgânicas não possui todos os locais que comercializam esse tipo de produto. Porém, a ferramenta permite que os usuários adicionem novos contatos e, com isso, estabelece um mecanismo para ampliar o acesso às informações.

O Mapa de Feiras Orgânicas podem ser acessados aqui e quem deseja contribuir com informações para a ferramenta pode clicar aqui.

Comentários

A profissão é jornalista. A diversão é um livro. Mas também pode ser um filme ou uma série. O esporte é futebol - desde que acompanhado do sofá da sala. O universo digital exerce grande interesse. Não dispensa uma xícara de café ou um copinho de cerveja.