Valério vence o Novo Esporte em partida emocionante e se mantém vivo na Terceirona

Para conquistar uma das vagas para o Módulo II do Campeonato Mineiro, o Valério precisa percorrer um caminho bastante complicado. E o primeiro obstáculo foi superado no último domingo, 08 de novembro, quando o Dragão venceu o Novo Esporte por 3 a 2, no Estádio Israel Pinheiro. E a partida não poderia ter sido diferente: emoção do início ao fim. O jogo só foi decidido com um gol de Júnior Lemos aos 46 minutos do segundo tempo.

Com o resultado o Valério chegou aos 10 pontos na tabela de classificação e se manteve na quarta colocação. Porém, a diferença para o Nacional, terceiro colocado, caiu para dois pontos. Uberaba e Formiga se mantêm na liderança da competição com 16 e 14 pontos, respectivamente. Na parte de baixo, o Figueirense está em quinto com nove pontos e o Novo Esporte, com sete pontos, está em último.

Para manter o sonho de classificação, o Valério precisa vencer os seus dois últimos jogos e torcer pelo tropeço dos três primeiros colocados. Na penúltima rodada, que acontece no próximo final de semana, o Dragão encara o Formiga, segundo colocado, fora de casa, e não pode pensar em outro resultado senão a vitória. O jogo será no domingo, 15 de novembro, às 17h.

Já o Uberaba enfrenta o Figueirense em São João Del Rey no sábado, 14 de novembro, às 16h30, e o Nacional mede forças com o Novo Esporte no Triângulo Mineiro, também no sábado, às 18h30. E a equipe de Itabira depende de um bom resultado das equipes que ocupam atualmente a lanterna da Terceira Divisão do Campeonato Mineiro.

O jogo
Quando entraram em campo, Valério e Novo Esporte estavam empatados na tabela do Hexagonal Final da Terceirona. Somente a vitória interessava às duas equipes e o resultado do jogo determinaria as pretensões dos times no campeonato. A partida, com ar decisivo, não poupou emoções para os torcedores.

O Novo Esporte começou o jogo se lançando ao ataque. Logo aos dois minutos Matheus recebeu pela direita e bateu para o gol. A finalização saiu fraca e o goleiro Jordan não teve dificuldades para fazer a defesa. O Dragão só respondeu aos 10 minutos, quando Faísca cobrou falta para João Vitor desviar de cabeça. A bola passou perto do gol do time de Ipatinga.

O lance animou o time de Itabira, que passou a arriscar chutes de fora da área. Aos 15, Jouberth experimentou uma finalização de longa distância e acertou a trave do goleiro Thierry. Pouco depois, aos 19, foi à vez de Marquinhos finalizar de longe levando perigo ao gol adversário.

Devido à importância do jogo, as duas equipes demonstravam nervosismo e pouco criavam. A bola parada passou a ser principal arma dos times. E foi num lance desses que o Novo Esporte conseguiu abrir o placar. Aos 32, Juninho cobrou escanteio e Herick desviou de cabeça para o fundo das redes. 1 a 0 para o Novo Esporte.

O gol não intimidou o Valério, que conseguiu responder rapidamente. Faísca, após jogada individual, arriscou um chute de longe e obrigou o goleiro Thierry a jogar a bola para escanteio. Na cobrança, aos 34 minutos, Marquinhos achou o zagueiro Ulisses na área, que cabeceou para dentro do gol do Novo Esporte. A partida ficou novamente empatada: 1 a 1.

Depois dos gols, a partida teve poucos lances de perigo. Somente aos 42 a equipe itabirana voltou a ter chance de ampliar o marcador. Marquinhos cobrou falta e obrigou o goleiro do Novo Esporte a fazer grande defesa. O primeiro tempo chegou ao fim e uma das equipes só iria conseguir a vitória se melhorasse o rendimento na etapa final.

Segundo tempo
O Valério voltou para o jogo com mais determinação e buscando desde o início marcar mais um gol. Com menos de um minuto de jogo Jouberth já havia perdido uma grande chance na pequena área adversária. Aos oito minutos, foi a vez de Faísca ameaçar o goleiro Thierry. O atacante finalizou de canhota e a bola passou rente à trave, quase tirando o grito de gol do torcedor itabirano.

A insistência do Valério acabou sendo recompensada aos 33 minutos. Após cobrança de escanteio de Faísca, Ulisses, na segunda trave, conseguiu o cabeceio. Foi o segundo gol do zagueiro na partida – Dragão 2 a 1 sobre o Novo Esporte. A equipe itabirana, que estava com o placar favorável, passou a administrar o jogo, que continuou sem grandes lances de perigo.

Mas o destino guarda lances que tornam as partidas memoráveis. Aqueles momentos em que desanimam alguns torcedores e enchem outros de esperança. Aos 43, o Valério recebeu um duro golpe. Diego Paulista cobrou falta no canto do goleiro Jordan e voltou a empatar a partida: 2 a 2. Mas o gol, mesmo no fim do jogo, não derrubou a equipe itabirana, que partiu para o ataque.

A vontade dos jogadores do Dragão foi recompensada. Aos 46, Faísca brigou e fez grande jogada pela esquerda e cruzou para a área. A bola caiu para Jouberth, que conseguiu superar os zagueiros adversários e tocar para Júnior Lemos. O atacante pegou de primeira e balançou as redes do Novo Esporte: 3 a 2. Festa nas arquibancadas do Israel Pinheiro e esperança de classificação para o Módulo II ainda viva.

Ficha técnica
Valério

Jordan; Mauricinho, Ulisses, Felipe Gregory e Thiago Balaio (Willians); João Vitor (Júnior Lemos), Marquinhos e Jouberth; Danilo (Igor Baggio), Bruno Henrique e Faísca
Técnico: Eder Bastos

Novo Esporte
Thierry; Márcio Gabriel, Herick, Higo e Juninho; Diego Paulista, Jefinho (Pedro Augusto), Douglas Skilo e Uander (Gabriel); Matheus e Roberto Júnior (Kaka)
Técnico: Pretinho da Mata

Cartões amarelos: João Vitor e Igor Baggio (Valério) e Herick, Juninho, Jefinho e Kaka (Novo Esporte)

Comentários