Valério não disputa a 2ª divisão do Campeonato Mineiro em 2017

Fundado em 1942, o Valério é um dos times mineiros mais tradicionais quando o assunto é futebol. Porém, no ano em que completa 75 anos, o Dragão convive com uma difícil realidade. Com uma dívida estimada em R$ 8 milhões, o clube itabirano anunciou na quinta-feira, 04 de maio, que não irá disputar a 2ª divisão do Campeonato Mineiro. Essa será a primeira vez que fica de fora de uma edição da competição.

Em anúncio realizado no Estádio Israel Pinheiro, o presidente do Valério, Luiz Antônio de Oliveira “Precata”, afirmou que a decisão foi tomada com o aval dos conselheiros deliberativos e fiscais do time. De acordo com ele, o Dragão vinha disputando as competições com muita dificuldade e sem condições de manter os seus compromissos em dia. O acúmulo da dívida acabou pesando na decisão de abri mão de disputar o Mineiro.

Com a decisão tomada, o Valério não participou da reunião arbitral da Federação Mineira de Futebol (FMF) e, com isso, não precisará arcar com a multa de desistência, que é fixada em R$ 60 mil. A medida fez com que o time não aumentasse os valores devidos à FMF, que hoje se acumulam em R$ 23,5 mil.

Se quiser retornar ao Campeonato Mineiro em 2018, o Valério precisará os débitos com a Federação Mineira. Ainda na quinta-feira, Luiz Precata divulgou uma carta aberta explicando à comunidade itabirana os motivos da desistência.

Próximos passos

Após decidir não disputar o Mineiro, o Valério, em 2017, irá investir em suas categorias de base. Atualmente a equipe disputa a categoria sub-20, sub-17 e sub-15 pelo Instituto Mineiro de Escolas de Futebol (IMEF). E vem desempenhando um bom papel. Os jovens atletas do Dragão ocupam a liderança do sub-15 e a terceira colocação no sub-17.

Dessa forma, o Valério demonstra que o futuro do time passa pela sua base. Para fortalecer esse trabalho, o Dragão pretende se aproximar da Liga Itabirana de Futebol Amador (Lifa) e de outros clubes amadores da região. A estratégia visa firmar parcerias e aproveitar potenciais valores que surgem nessas equipes.

O esporte especializado aparece como alternativa para o Valério. O secretário de Esportes, Lazer e Juventude, Martinho Francisco de Oliveira, afirmou que pretende ampliar os projetos da Prefeitura Municipal de Itabira (PMI) no clube e levar os alunos das escolas de tempo integral para praticar atividades esportivas nas dependências do Dragão.

Segundo Luiz Precata, o objetivo é investir no vôlei, basquete, handebol, artes marciais, academias e na realização de eventos.

Confira a carta aberta de Luiz Precata explicando a decisão de não participar do Campeonato Mineiro 2017:

20170504_112814

LEIA MAIS

Comentários