Secretaria de Estado de Esportes aprova 14 novos projetos no Minas Esportiva

O Programa Minas Esportiva Incentivo ao Esporte, da Secretaria de Estado de Esportes (SEESP), aprovou, por meio de publicação no Diário Oficial (IOFMG), no mês de maio, 14 novos projetos referentes aos Editais de Seleção de Projetos Esportivos. Neste ano o valor chega a 24.174.081,00 mil em investimentos e irá beneficiar mais de 2.500 jovens, crianças e adolescentes entre cinco e 19 anos, nesta etapa, já que os editais contemplam benefícios a todas as faixas etárias.

“Como a lei abrange todo o estado, tem sido possível identificar oportunidades inovadoras de desenvolvimento esportertivo, que ainda não haviam sido verificados pelo Estado, é muito significativo porque amplia a possibilidade de realização de incentivos na área do esporte”, afirma a superintendente de Fomento e Incentivo ao Esporte, Ilma Laís Mendes Monteiro.

Os projetos aprovados no edital nº. 01/2015 vão atender as redes públicas e particular de ensino, além de entidades sem fins lucrativos, como ONG’s, OSCIP’s, na Região Metropolitana de Belo Horizonte e no interior do Estado, em diversas modalidades. As mais solicitadas são voleibol, o futsal, o futebol de campo, handebol, baquete, taekwondo, incluindo capoeira, kartismo e ginástica de trampolim.

Auxiliados pela Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, que concede incentivos fiscais para empresas que apoiam o desporto no Estado, é possível que o apoio financeiro, feito por empresas a projetos aprovados pela Secretaria de Esportes, sejam deduzidos do saldo devedor mensal do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS Corrente), redirecionando o recurso em forma de esportes para a população. Outros detalhes podem ser obtidos no site incentivo.esportes.mg.gov.br.

Contemplados

Entre os projetos aprovados, no mês de maio, há alguns destaques, como a competição municipal entre as escolas públicas e particulares do município de Pará de Minas, o projeto “Estação do Esporte: Partida para inclusão e cidadania”. Apresentado pelo Grupo Educação, Ética e Cidadania – GEEC, vai fornecer práticas esportivas nas modalidades: futebol de salão, basquete e vôlei, para crianças e adolescentes com idade entre sete e 17 anos, atendendo a 2.000 crianças e adolescentes.

O desenvolvimento do Centro de Excelência de Ginástica de Trampolim (GTR), no município de Contagem também foi beneficiado, assim como o Campeonato “Campeonato Mineiro de Kart”, realizado pelo Automóvel Clube Belo Horizonte.

Ginástica de Trampolim

O desenvolvimento e a continuidade do Centro de Excelência de Ginástica de Trampolim (GTR), no município de Contagem, em parceria com a Confederação Brasileira de Ginástica – CBG e Prefeitura de Contagem, é a proposta do “Projeto Trampolim”, da Federação Mineira de Ginástica.

A chegada da Lei de Incentivo ao Esporte, no entanto, deu um novo impulso à ação que hoje atende 40 jovens entre 9 e 16 anos, praticantes da ginástica de trampolim.

Com o apoio da joalheria Rommanel, o projeto que tinha cunho social, passou a focar também na formação de ginastas. “A lei possibilitou uma nova realidade na equipe, ao possibilitar a formação de atletas de alto rendimento no melhor centro de treinamento da modalidade do país”, conta a presidente da Federação Mineira de Ginástica, Kátya Mourthé.

“A empresa está muito satisfeita com os resultados. Ao associar a imagem da Rommanel a uma equipe vencedora e colocar em prática a responsabilidade social, os retornos são bastante positivos, pois a grande maioria dos atletas é carente e faz do esporte um trampolim para uma vida melhor”, afirmou Kátya.

Kartismo

Os pilotos Wellington Valente e Breno Lima são destaques do kartismo mineiro e com o projeto aprovado irão participar de competições organizadas pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), e pela Federação Mineira de Automobilismo (FMA), além de possibilitar a realização de treinos oferecidos pelo Kartódromo RBC, em Vespasiano, na Região Metropolitana.

Após ser campeão mineiro amador (2012) e vencer três vezes o estadual em sua categoria (2013, 2014 e 2015), Breno Lima, 37 anos viu a oportunidade de recorrer à Lei Estadual de Incentivo ao Esporte.

“Após a execução do nosso primeiro projeto em 2015, tivemos a possibilidade de participar do Open do Brasileiro, em que conquistamos o título, e também do Campeonato Brasileiro, no qual largamos na pole-position na corrida final.”, ressaltou.

Mais experiente, Wellington Valente, 30 anos, nasceu em Goiânia (GO) e começou sua trajetória no kartismo em 1998, ainda na categoria indoor. No ano seguinte, iniciou na modalidade profissional mostrando seu talento, ao conquistar o Estadual e a 3ª posição no Campeonato Brasileiro, principal competição do país.

Ambos os projetos possuem como objetivo a especialização e orientação técnico-pedagógica, visando à prática esportiva de alto nível, e são executados pela BS Competições, em parceria com diversas empresas apoiadoras.

Sucesso no esporte mineiro

O Minas Esportiva Incentivo ao Esporte, por meio do esforço conjunto entre o Governo de Minas Gerais, apoiadores e executores de projetos esportivos, já é um programa de sucesso.

Desde que foi sancionada a Lei Estadual de Incentivo ao Esporte – ICMS Corrente foram aprovados 249 projetos esportivos que trouxeram benefícios tanto para a população atendida quanto para as empresas apoiadoras. Deste total de iniciativas, 88 projetos já foram executados ou estão em execução.

Hoje, o número de beneficiários já chega a mais de 36 mil entre crianças, adolescentes, jovens e idosos, ou seja, todas as faixas etárias, em 34 municípios de Minas Gerais. As modalidades mais solicitadas são o voleibol, o futsal e o futebol de campo. Em alguns projetos também constam atletismo e rugby sevens, além de kartismo, ginástica de trampolim e taekwondo.

“Estamos satisfeitos com os resultados do mecanismo, mas, queremos fazer mais. Estamos intensificando os nossos contatos e palestras com entidades de classe, a fim de que empresários, contadores e outros tomadores de decisão conheçam mais o mecanismo para abraçar os projetos esportivos. Afinal, é muito positivo para as empresas verem sua marca associada a projetos que melhoram a qualidade de vida das pessoas e incentivam talentos esportivos, isso sem retirar nenhuma verba do caixa”, afirma o secretário de Estado de Esportes, Carlos Henrique.

Entre as localidades contempladas estão as cidades de Belo Horizonte, Ipatinga e Contagem, além de cidades do interior de Minas Gerais, tais como Juatuba, Nova Serrana, Ribeirão das Neves e Uberlândia. Os projetos foram apresentados por entidades sem fins lucrativos, como ONG’s, OSCIP’s.

*Com informações da Agência Minas.

Comentários