Secretaria de Esportes apresenta plano de atuação para os próximos anos

O ano de 2016 marca uma reformulação nas ações desenvolvidas pela Secretaria de Estado de Esportes (Seesp). Visando ao desenvolvimento do esporte mineiro nos próximos quatro anos, foi elaborado o Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG), que apresenta a nova política de atuação da Seesp. Os projetos da pasta estão, a partir de agora, divididos em três programas: Minas Esportiva, Territórios Esportivos e Minas 2016.

O Minas Esportiva chega para substituir o Programa Minas Olímpica. “Este é o último ano Olímpico da atual gestão, sendo assim, precisamos pensar em políticas públicas que extrapolem as modalidades olímpicas. Dessa forma, o novo nome retrata melhor a operação que teremos nos próximos anos. Apoiamos Rúgbi, Futebol Americano, Skate e outras modalidade que não são olímpicas; por isso a mudança”, contou o secretário de Estado Adjunto de Esportes, Ricardo Sapi, que é especialista em marketing.

Dentro do programa, estão mantidos o Gerenciamento de Estruturas Esportivas, a Gestão de Leis de Incentivo ao Esporte, Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG), Bolsa-Atleta e Bolsa-Técnico, Geração Esporte, Jogos de Minas Gerais, a Promoção da Saúde por meio da Atividade Física e a Gestão do ICMS Esportivo. Porém, novas modalidades já estão sendo incluídas ao JEMG o que deve ser ampliados nos próximos anos.

Quem também está sendo reformulado é o site Observatório do Esporte, integrante das ações do Minas Esportiva. O portal assume como foco a modernização da gestão esportiva por meio da organização e disseminação da informação e do conhecimento esportivo. Uma maior interatividade, novas áreas, conteúdo diferenciado voltado para diferentes segmentos do esporte passam a integrar o site. Isto é, o Observatório não será apenas um site de notícias, ele visa preparar melhor os gestores da área.

Atenção às regiões

Seguindo a estratégia governamental de estimular o intercâmbio de políticas públicas nos territórios mineiros, a Seesp desenvolve o novo programa: o ‘Territórios Esportivos”. Ligado ao gabinete do secretário de Estado de Esportes, Carlos Henrique, ele será dedicado a interiorizar as ações da Seesp, levando ao maior número de municípios apoios, campanhas, competições e demais estruturas que fomentem o esporte.

Ampliação e reestruturação de espaços esportivos, apoio e realização de eventos esportivos, apoio ao atleta e ao profissional do esporte e o fomento do futebol amador são algumas das ações que serão realizadas dentro da temática dos territórios. “No ano passado, levamos grandes eventos para o interior de Minas Gerais, o que foi um significativo gerador de receita para os municípios. A partir de agora, com o planejamento estabelecido pelo PPAG, podemos abranger mais cidades e expandir a celebração do esporte pelo maior número de regiões”, comenta o secretário Carlos Henrique.

Jogos Olímpicos

Com o objetivo de assegurar a bem sucedida realização dos eventos associados aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 em Minas Gerais, aproximando territórios, desenvolvendo social, esportiva e culturalmente o estado de Minas Gerais e contribuindo para a inserção do país no cenário esportivo global, foi implantado o Programa Minas 2016. Ele é subdividido em três ações: Infraestrutura Esportiva, que busca atender ao acordo estabelecido com o Comitê Rio 2016 de sediar o torneio olímpico de futebol em Belo Horizonte; Receptividade Olímpica, que tem como finalidade a atração de comitês olímpicos estrangeiros para utilizarem cidades mineiras como sedes de treinamentos para as Olimpíadas; e Envolvimento Olímpico, focado no incentivo ao olimpismo e aproximação dos mineiros do maior evento esportivo mundial durante o Revezamento do Tour da Tocha.

O secretário Carlos Henrique lembra que, “com grandes e bons frutos, o projeto foi responsável por mapear, em todo o estado, 25 centros de treinamento com padrão olímpico, o que é utilizado para propagar a competência esportiva de Minas Gerais para o exterior. Fruto deste trabalho, 6 nações já confirmaram que farão treinamentos e aclimatação em solo mineiro com vistas à competição que será realizada no Rio de Janeiro. China, Canadá, Bélgica, Irlanda e Servia estão entre os confirmados. E, desde o ano passado, já recebemos as equipes olímpicas e paralímpicas do Reino Unido e da Irlanda”, destaca.

Essas equipes estão distribuídas em Juiz de Fora, Uberlândia, Belo Horizonte e Região Metropolitana. O Brasil também está representado em Minas Gerais, por meio da delegação de canoagem, que treina em Lagoa Santa.

Novas Marcas

Junto à reestruturação dos programas, a Seesp também segue com a reformulação na identidade visual de seus projetos. Com a proposta de que as marcas dos projetos dialoguem entre si, dando unidade a todas as iniciativas fomentadas pela secretaria, cinco ações serão contempladas pela mudança de layout: Minas Esportiva, Jogos de Minas Gerais, Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG), Territórios Esportivos e Observatório do Esporte.

As mudanças visam aumentar a representatividade do estado nos cenários esportivos de âmbito nacional e internacional. Além disso, as novas marcas irão se complementar, de maneira que possam formar uma única organização estética. “Desenhando melhor nossas marcas e apresentando-as de forma adequada aos cidadãos, será mais fácil para eles reconhecerem nossos programas e usufruírem de políticas que são feitas para eles”, afirma o secretário adjunto, Ricardo Sapi.

Saiba mais sobre as novas marcas da Seesp no hotsite esportes.mg.gov.br/programas-e-acoes.

*Com informações da Agência Minas.

Comentários