Mesmo com dois jogadores a mais, Valério perde para o Coimbra no Israel Pinheiro

O Valério entrou em campo na noite de quarta-feira, 31 de agosto, com o objetivo de manter as boas atuações e garantir a classificação antecipada para o Hexagonal Final da Segunda Divisão do Campeonato Mineiro. Porém, mesmo com o apoio da sua torcida, que apareceu em bom número no estádio Israel Pinheiro, em Itabira, o Dragão não conseguiu furar a retranca do Coimbra e amargou a sua primeira derrota na competição.

Os jogadores do Coimbra souberam utilizar os acontecimentos do jogo a seu favor. Logo aos três minutos de partida, Wagner fez de pênalti o gol do jogo e, a partir daí, o Coimbra passou a abusar das faltas e do antijogo para segurar o resultado. O Valério, mesmo com dois jogadores a mais, não conseguiu repetir as boas atuações em que mostrou grande volume de jogo e bolas na rede.

Com o resultado, o Coimbra chegou aos 15 pontos, assumiu a liderança isolada do Grupo A e garantiu a classificação antecipada para o Hexagonal Final. Ao Valério, que possui 12 pontos, resta vencer uma das três partidas que ainda restam na competição para assegurar uma vaga na etapa decisiva da Segundona do Mineiro.

O jogo

O confronto no Israel Pinheiro colocava frente a frente as duas melhores equipes do Grupo A. Valério e Coimbra dividiam a liderança da chave e jogavam em busca da classificação antecipada para a próxima fase da competição. O caráter decisivo acirrou os ânimos e a partida foi marcada pelo grande número de faltas, a distribuição de cartões amarelos e duas expulsões.

Além de encontrar um adversário fechado e que abusou da “catimba”, o Dragão sofreu um golpe logo cedo. Aos dois minutos, Allan Patrick fez jogada pela esquerda e foi derrubado na grande área. O juiz assinalou pênalti e, no minuto seguinte, o atacante Wagner converteu a cobrança: 1 a 0 para o Coimbra.

O gol desestabilizou a equipe itabirana, que errava muito na partida. Melhor para os visitantes, que aproveitaram o momento para tentar o ataque. Aos 21, Rodrigo Mucuri fez boa jogada, chutou colocado e levou perigo à meta do Valério. Os itabiranos responderam somente aos 23 minutos, quando, após cobrança de escanteio, Lucas Villela acertou a trave.

A “catimba” dos jogadores do Coimbra acabou sendo penalizada pelo árbitro Gabriel Murta Barbosa Maciel. Aos 35 minutos, Allan Patrick levou o segundo cartão amarelo por retardar uma cobrança de lateral. A primeira expulsão da partida resultou em confusão e muita reclamação por parte do time visitante.

O jogo acabou sendo paralisado e, na volta, o Dragão quase igualou o marcador. Aos 40 minutos, Capixaba recebeu lançamento na esquerda e bateu para o gol levando perigo à meta adversária. Em seguida, aos 44 minutos, Lucas Villela teve mais uma chance, mas o goleiro Bernardo, do Coimbra, jogou a bola para escanteio.

Etapa complementar

Na volta do intervalo, os jogadores do Coimbra intensificaram a “catimba” e as simulações de lesões. O árbitro passou a advertir essas atitudes com cartões amarelos, mas não conseguiu tomar controle da partida. Mesmo com o antijogo do adversário, o Valério buscou o ataque na tentativa de reverter o marcador.

Aos dois minutos, em cobrança de falta, Felipe Linhares assustou os adversários. A pressão continuou e, aos 10 minutos, em tentativa de Guilherme, e aos 12 minutos, em finalização de Lucas Villela, voltou a ficar próximo de empatar a partida.

Não demorou para que a atitude dos jogadores do Coimbra resultasse em mais uma confusão. Aos 14 minutos, o zagueiro Rodrigão discutiu com o árbitro da partida e levou o vermelho direto. Revoltado com a decisão, o jogador se negou a deixar o campo e precisou de os seguranças entrarem em campo para retirar o atleta. A partida ficou paralisada durante todo o desentendimento.

O Valério, com dois a mais em campo, tentou chegar ao gol de empate, mas abusou dos lançamentos longos e bolas alçadas na área e esbarrou na retranca do Coimbra. A equipe itabirana não soube aproveitar a vantagem numérica e não voltou a criar chances de perigo. O árbitro chegou a dar oito minutos de acréscimo e, mesmo assim, o Dragão não conseguiu reverter o placar.

Outros resultados

O Arsenal foi até Sete Lagoas onde enfrentou o Siderúrgica no estádio Joaquim Henrique Nogueira, a “Arena do Jacaré”, e saiu com a vitória: 3 a 1. Com o resultado, chegou aos oito pontos e mantém uma remota chance de classificação para o Hexagonal Final. Para isso precisa vencer os dois jogos que lhe restam no campeonato e torcer para que o Valério não volte a vencer.

O Siderúrgica, com a derrota, estaciona na penúltima posição com dois pontos e já não tem mais chances de classificação. Também com dois pontos, o União Luziense, lanterna do Grupo A, folgou na rodada, mas não tem possibilidades de avançar para o Hexagonal Final.

Próxima rodada

O Valério volta a campo no domingo, 04 de setembro, às 10h30, quando enfrenta o já eliminado Siderúrgica no estádio Israel Pinheiro, em Itabira. Já o Coimbra joga contra o lanterna União Luziense na segunda-feira, 05 de setembro, às 15h30, no estádio Castor Cifuentes, o “Alçapão do Bonfim”, em Nova Lima. O Arsenal, que tem chances remotas de classificação, folga na rodada.

Ficha técnica

Valério
Alisson; Careca (Lázaro), Ulisses, Davy (Silas) e Igor Reis; Lima (Arilson), Josemar, Guilherme e Felipe Linhares; Lucas Villela e Felipe Capixaba. Técnico: Luis Henrique Arantes

Coimbra
Bernardo; Iuri, Rodrigão, Patrick e Michael; Wellyson, Alemão (Mateus Santana), Lucas Pinheiro e Alan Patrick; Wagner (José Eduardo) e Rodrigo Mucuri (Kaka). Técnico: Carlos Eduardo Cosmi

Gol: Wagner (Coimbra)

Cartões amarelos: Careca e Lucas Villela (Valério); Bernardo, Wellyson, Lucas Pinheiro, Allan Patrick e José Eduardo (Coimbra)

Cartões vermelhos: Allan Patrick e Rodrigão (Coimbra)

Público pagante: 1.104

Confira a tabela completa do Grupo A da Segunda Divisão do Campeonato Mineiro

01

LEIA MAIS

Comentários