Itabirano Samuel Dreyfus é convocado para disputar a Surdolimpíadas em Samsun, na Turquia

Natural de Itabira, Samuel Dreyfus de Oliveira será o representante das artes marciais mineiras nos Jogos Surdolímpicos, realizados em Samsun (Turquia), entre os dias 18 e 30 de julho de 2017. Filiado à Federação de Taekwondo de Minas Gerais (FTEMG), ele foi convocado recentemente pela Federação Brasileira de Parataekwondo (FBPTKD).

“Minha expectativa é enorme para fazer parte de um evento tão importante, pois, tenho uma paixão muito grande pela modalidade. Desde o ano passado, eu já vinha me dedicando à participação em competições internacionais e essa convocação vem para coroar todo o esforço desempenhado nesse período”, comemorou o atleta. Resultados como o bicampeonato mineiro e do Campeonato Brasileiro Interclubes e as conquistas do Brazilian Games e do Aberto da Argentina – competições internacionais – garantiram Samuel no elenco brasileiro.

A motivação para começar a praticar a modalidade vem de família. O pai do surdoatleta, Grão-Mestre Martinho Francisco, leciona o esporte, enquanto a mãe foi profissional de alto rendimento. “Desde o início, o Samuel desenvolveu uma concentração e um foco muito grandes nos treinamentos, que foram primordiais para seu desenvolvimento social. Ele sempre demonstrou uma paixão muito grande pelo taekwondo”, destaca o Grão-Mestre.

Jogos Surdolímpicos

Disputados desde 1924 (Paris, França), o Brasil participou pela primeira vez do evento somente em 1993 (Sofia, Bulgária), quando só representantes da natação estiveram presentes. Em toda sua história, o país possui cinco medalhas, sendo três na natação, uma no judô e uma no karatê.

Além dessas modalidades, o atletismo, badminton, basquete, boliche, ciclismo, futebol, lutas, orientação, tênis, tênis de mesa, tiro, vôlei e vôlei de praia fazem parte do programa do Comitê Internacional de Desportos para Surdos (ICSD, em inglês). As regras adotadas pela ICSD são as mesmas do Comitê Olímpico Internacional (COI), alterando apenas a arbitragem das disputas, que usam frequentemente sinais luminosos e gestuais.

02

*Com informações da Secretaria de Estado de Esportes de Minas Gerais.

LEIA MAIS

Comentários