Itabirano conquista índice de natação, mas não poderá participar do Campeonato Brasileiro

As braçadas já são grande parte da rotina de Felipe Bretas Pereira. Aos 14 anos, o itabirano se dedica diariamente à natação em uma série que mescla os saltos na piscina com os exercícios na academia. O programa inclui de três a quatro horas nadando todas as tardes, além do acompanhamento de um personal trainer na academia à noite. Essa dedicação já rendeu ao atleta a conquista do índice nacional de natação, que o gabarita a disputar competições em nível nacional.

Atualmente, Felipe Bretas integra o quadro de atletas da Prefeitura de Itabira, além de fazer parte da equipe de natação da Aqualino. O nadador, neste ano, conseguiu atingir os índices nacionais nos 100 e 50 metros nado peito e nos 100 e 50 metros nado livre. Com esse resultado foi credenciado a participar do Troféu Carlos Campos Sobrinho, no dia 25 de novembro, em João Pessoa, na Paraíba.

Nos 100 metros peito o índice nacional era de 1min20, mas Felipe Bretas conseguiu a marca de 1min16; já nos 50 metros peito o tempo era de 35s e o atleta itabirano fez um tempo de 33s. Nos 100 metros livre o índice era de 1min3s e o nadador atingiu 1min02s; enquanto nos 50 metros livre precisava de 27s e chegou a 26s40.

Natação_Felipe_Bretas_01Mesmo atingindo as marcas necessárias para participar das disputas nacionais, Felipe Bretas não poderá participar da competição na Paraíba. As inscrições para o torneio se encerram na quinta-feira, 5 de novembro, e o atleta não conta com os recursos necessários para que possa cair na piscina durante as disputas. Estima-se que seriam necessários R$ 3 mil para arcar com as despesas de transporte, hospedagem, alimentação e taxa de inscrição – despesas que o nadador não pode arcar sem ajuda de patrocinadores.

E as despesas para que Felipe Bretas continue praticando o esporte em alto nível não param nas participações em campeonatos. O nadador ainda depende de uma série de investimentos mensais para que possa ter um bom treinamento: alimentação controlada, acompanhamento de nutricionista, equipamentos e academia.

Apesar dessas dificuldades, o atleta segue correndo atrás do seu sonho e atingindo as marcas necessárias. Nesse caminho alguns parceiros já apareceram. A Planet Suplementos patrocina Felipe Bretas com os suplementos alimentares de que necessita, enquanto a Shift Academia oferece uma bolsa de 50% no treinamento específico para natação. “Se não puder competir não tem graça ficar nadando”, afirma.

Por ser atleta do município, Felipe Bretas tem, desde fevereiro deste ano, o direito a uma bolsa mensal de R$ 300. Mas devido à crise financeira da Prefeitura de Itabira o repasse não tem sido feito, o que dificulta o atleta arcar com parte das despesas de que necessita. Por isso depende exclusivamente do apoio da mãe.

TrajetóriaNatação_Felipe_Bretas_02
Felipe Bretas começou na natação aos três anos de idade, quando entrou na escola para começar a aprender. Nessa fase inicial praticou até os seis anos. Depois, por não se encaixar em nenhum outro esporte, decidiu, aos 10 anos, retornar às piscinas. Um ano depois já participava das suas primeiras competições. Foi nesse período que entrou para a equipe da Aqualino.

No final de 2013 seu técnico Lino o federou na Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA). Em maio de 2014 conseguiu o índice mineiro e pôde passar a disputar as competições de Minas Gerais. Pouco depois, em maio de 2015, conseguiu o índice brasileiro, o que gabaritou a participar das disputas nacionais. “Precisava de algo mais para puxar, estimular mais e decidi federar”, conta Felipe Bretas.

Contato
Caso alguém tenha interesse em apoiar o nadador Felipe Bretas ou conhecer mais sobre a sua carreira entre em contato com o atleta pelo e-mail lipebretas6@gmail.com ou com o Trem das Gerais pelo e-mail contato@tremdasgerais.com.br.

Comentários

A profissão é jornalista. A diversão é um livro. Mas também pode ser um filme ou uma série. O esporte é futebol - desde que acompanhado do sofá da sala. O universo digital exerce grande interesse. Não dispensa uma xícara de café ou um copinho de cerveja.