Itabira recebe neste final de semana o Torneio Estadual de Ginástica de Trampolim

Itabira recebe na sexta-feira, 6 de outubro, e sábado, 7, no Ginásio Poliesportivo Maestro Silvério Faustino, oito delegações mineiras para o Torneio Estadual de Ginástica de Trampolim. A movimentação do evento já começa com o treinamento oficial das equipes, no final da tarde de sexta-feira.

De acordo com o coordenador técnico da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude (SMELJ), professor Márcio Rosa Guerra, a regra é que o torneio comece com os treinamentos oficiais, oferecidos pela cidade-sede. “Isso faz parte do ritmo da competição. Os treinamentos são oficiais porque é obrigatório a presença dos técnicos para que as crianças subam nos aparelhos. Além disso, os árbitros também já estarão presentes, avaliando informalmente os ginastas”.

Os treinos começam na sexta-feira, das 17 às 20 horas e, no sábado, das 8 horas ao meio-dia. Em seguida, após o desfile de abertura, iniciam as disputas oficiais.

Os 190 atletas inscritos – 64 itabiranos – representam as equipes de Itabira, das escolas Santo Agostinho de Belo Horizonte e Contagem, prefeituras de Betim e Contagem, Sesi e Unileste e Usipa, as duas últimas de Ipatinga. As competições serão em quatro aparelhos – trampolim, mini-trampolim, duplo-mini-trampolim e tumbling – disputadas nas categorias mirim (7 e 8 anos), pré-infantil (9 e 10), infantil (11 e 12) e na categoria aberta (acima de 13 anos).

O torneio, segundo Márcio Guerra, é direcionado aos ginastas iniciantes. “Nosso objetivo é a inserção do aluno no esporte. Quando os torneios são na cidade, incentivamos a participação de todos para que a família também participe e, principalmente, para as crianças terem esperança no esporte. Além disso, é a partir daí que trabalhamos pontualidade e disciplina, fundamentais na ginástica”.

Ainda de acordo com ele, os torneios nacionais de ginástica não são classificatórios. Sendo assim, para o coordenador Márcio Gerra, a prioridade não é o resultado. “A minha expectativa é que eles se sintam felizes, acreditem no esporte porque ele é o único caminho correto que temos para as nossas crianças”.

LEIA MAIS

Comentários