Com atletas itabiranos, delegação mineira termina em terceiro nas Paralimpíadas Escolares

Entre os dias 24 e 27 de novembro, Natal, no Rio Grande do Norte, recebeu as Paralimpíadas Escolares 2015, com a participação de 700 atletas de 24 estados – além de Distrito Federal e Reino Unido – para as disputas em oito modalidades diferentes: atletismo, natação, bocha, judô, tênis de mesa, futebol de 7, goalball e tênis em cadeira de rodas. Ao final da competição São Paulo sagrou-se campeã, com Rio de Janeiro em segundo e Minas Gerais em terceiro.

A delegação mineira contou com a participação de três atletas itabiranos. Fábio Júnior Ferreira participou das competições de atletismo. Nos 100m livres ficou em 11º lugar entre 25 concorrentes com um tempo de 13min77; nos 400m rasos terminou na 8º colocação com um tempo de 1min03; e, no salto em distância, terminou em 10º lugar com uma marca de 4,68m.

Outros dois atletas itabiranos integraram a equipe do futebol de 7: Edivaldo Rosalino Pereira e Gabriel da Silva Fonseca. Porém, os resultados do time de futebol adaptado não foram dos melhores. Três derrotas em três jogos – 10 a 3 para o Distrito Federal, 11 a 0 para o Rio de Janeiro e 12 a 1 para São Paulo.

Considerado o maior evento paradesportivo do mundo, as Paralimpíadas Escolares são disputadas desde 2009. Desde então São Paulo venceu em três ocasiões – com a vitória deste ano chega ao quarto título –, Rio de Janeiro sagrou-se campeão em duas oportunidades e Santa Catarina conta com a vitória em uma edição.

“Hoje o importante para nós do CPB é que os atletas tenham dado o máximo, tenham aproveitado essa oportunidade. Este é o evento mais importante do nosso calendário porque vocês (atletas) são o futuro do paradesporto. E é por isso que fazemos as Paralimpíadas Escolares com tanto carinho”, disse Andrew Parsons, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), em entrevista para o site da entidade.

Confira os campeões por ano:
2009 – São Paulo
2010 – Rio de Janeiro
2011 – São Paulo
2012 – Rio de Janeiro
2013 – São Paulo
2014 – Santa Catarina
2015 – São Paulo

*Com informações do CPB.

Comentários