Videocamp recebe a programação da 5ª Edição da Mostra de Cinema Negro de Sergipe

De 3 a 30 de setembro, plataforma libera acesso aos 36 filmes que tem como centro da discussão o afrofuturismo e endossam a resistência e o entendimento da realidade negra no país

Com o intuito de proporcionar mais acesso à pluralidade de narrativas negras, o Videocamp disponibiliza, de 3 a 30 de setembro, as obras da 5ª Edição da Mostra de Cinema Negro de Sergipe (EGBÉ), que traz uma programação online de filmes e debates que almejam promover reflexões a partir de um movimento que nos permite recriar o presente e o passado e projetar um novo futuro. Os títulos terão data, hora de estreia e encerramento. Para assistir, basta se cadastrar na plataforma e assim, no momento da sessão, será necessário apenas fazer o login. Já os debates serão realizados nas redes sociais da Mostra (InstagramYoutube e  Facebook).

O evento está disponível na seção “Mostras” dentro da plataforma Videocamp, ambiente digital que permite exibir online, durante este momento de distanciamento social, eventos realizados por parceiros e que, até então, aconteciam majoritariamente de forma presencial. Uma ação que dá continuidade ao compromisso da plataforma com o bem-estar da população diante do enfrentamento do avanço da Covid-19, bem como, com a democratização de acesso à cultura e informação.

“A EGBÉ se tornou um espaço de aquilombamento, neste ano de 2020, estamos fazendo cinco anos e desde a sua primeira edição a Mostra busca abrir janelas para o cinema negro no estado de Sergipe. Nosso desejo, desde o princípio, foi democratizar o acesso a vasta e potente produção cinematográfica negra brasileira. Dessa forma, é com enorme satisfação mais uma vez este ano, fechar essa parceria com a Videocamp e exibir a Mostra Oficial da 5º EGBÉ 2020, de maneira online e gratuita para o Brasil e para o mundo, ampliando assim cada vez mais a visibilidade e o impacto do cinema negro”, afirma João Brazil, idealizador da Mostra de Cinema Negro de Sergipe.

A Mostra EGBÉ se dedica ao fortalecimento do cinema negro, através do compartilhamento de histórias e narrativas que endossam a resistência e o entendimento da realidade preta. Desde a sua primeira edição, busca abrir janelas para o cinema negro no estado de Sergipe, reforçando a autoestima preta das populações e se tornou um espaço de encontros de cineastas negros e espectadores de várias partes do país. Nesta edição, ao todo serão exibidos, via Videocamp, 36 filmes.

“Estamos muito felizes em repetir a parceria com a EGBÉ, agora em sua 5ª Edição, que tem como centro da discussão o afrofuturismo no Cinema Negro. Temos cada vez mais nos empenhado em possibilitar que realizadores ampliem o alcance de suas obras e que o público tenha cada vez mais acesso à pluralidade de narrativas. Temos o compromisso de ser palco e apoiar iniciativas que ajudam a disseminar novos imaginários e promover uma sociedade mais justa”, ressaltam Mônica Bulgari e Cauê Yamamoto, responsáveis pela seção Mostras no Videocamp.

LEIA MAIS

Comentários