Vereadores aprovam Projeto de Lei que institui agosto como “Mês Drummond”

Na semana passada foi lido no plenário da Câmara Municipal de Itabira (CMI) o Projeto de Lei 01/2017, de autoria do vereador Paulo Soares de Souza (PRB), que institui agosto como “Mês Drummond”. A iniciativa tem como objetivo lembrar os 30 anos de morte do escritor e poeta itabirano Carlos Drummond de Andrade.

Após ser analisado pela comissão provisória da CMI – as comissões temáticas ainda estão sendo definidas –, a matéria foi levada para votação na segunda reunião do legislativo itabirano em 2017. O texto foi aprovado em primeira votação por unanimidade pelos vereadores na terça-feira, 14 de fevereiro. Na semana que vem o tema deve passar pela segunda e última votação – a expectativa é que seja, novamente, aprovado por unanimidade. “Não temos apenas o melhor minério do mundo, mas o melhor poeta também”, afirmou Paulo Soares após a aprovação do Projeto de Lei de sua autoria.

De acordo com um release encaminhado para imprensa pela assessoria de imprensa do vereador, Paulo Soares acredita que esse Projeto de Lei pode trazer oportunidades turísticas e econômicas para Itabira. Isso acontece porque devem ser realizados eventos alusivos à data, o que também pode ser uma alternativa para incluir artistas itabiranos nas homenagens a Carlos Drummond de Andrade.

“O Projeto não visa valorizar somente nosso poeta maior, mas também valorizar a nossa economia. É um projeto que busca valorizar a cultura e a economia de forma criativa, dando mais atenção aos nossos artistas de todos os segmentos. Vivemos um momento de crise na economia, um momento difícil, e homenagear o nosso poeta maior é dar oportunidade abrindo nova frente de turismo em nossa cidade”, avalia Paulo Soares.

Memória

Carlos Drummond de Andrade nasceu em Itabira no dia 31 de outubro de 1902. Formado em Farmácia, Drummond nunca exerceu a profissão e acabou enveredando pelo jornalismo. Depois, assumiu funções como servidor público, o que o levou a mudar para o Rio de Janeiro em 1934 – onde consolidou sua carreira, tanto como escritor quanto no serviço público. O poeta faleceu no dia 17 de agosto de 1987, na capital fluminense.

LEIA MAIS

Comentários

A profissão é jornalista. A diversão é um livro. Mas também pode ser um filme ou uma série. O esporte é futebol - desde que acompanhado do sofá da sala. O universo digital exerce grande interesse. Não dispensa uma xícara de café ou um copinho de cerveja.