Tragédia de Brumadinho completa um ano e vítimas são homenageadas na Avenida Paulista

Ações acontecerão nos dias 25 e 26 de janeiro e reúnem o disparo da sirene que não tocou e performance de voluntários

Devido à Portaria publicada no Diário Oficial da Cidade de São Paulo, em 23 de janeiro, que suspende o funcionamento do Programa Ruas Abertas no âmbito da Avenida Paulista, em São Paulo, capital, no próximo sábado, 25, o evento que ocorreria nesta data em homenagem às vítimas de Brumadinho, organizado pelo Instituto Camila e Luiz Taliberti, será dividido em dois dias.

25 de janeiro

No sábado, dia 25, às 12h28, na Av. Paulista com a Rua Pamplona, soará o disparo da sirene por 60 segundos – que não tocou no dia da tragédia. O horário é o mesmo do dia do rompimento da barragem. Além disso, haverá a performance realizada pelos voluntários, representando cada uma das vítimas do desastre. Em seguida, um porta-voz do Instituto, criado pelos amigos e parentes das vítimas da tragédia, fará um pronunciamento sobre o rompimento da Barragem da Mina do Feijão, que deixou 272 mortos há exatamente 1 ano, com o objetivo de fazer com que o ocorrido não seja esquecido e outros sejam evitados.

No mesmo dia, às 18h30, os voluntários do Instituto, amigos e a família de Camila e Luiz Taliberti, farão uma e caminhada até a Rua da Consolação, finalizando o dia com uma projeção sobre o tema no prédio onde funcionava o CREMESP, em frente ao Mackenzie.

26 de janeiro

No domingo, 26, no mesmo local, Av. Paulista com a Rua Pamplona, acontece o segundo dia do evento, que envolve apresentações musicais, uma tenda em homenagem à todas as vítimas com suas fotos. Também haverá a presença de uma serigrafista, que utilizará seus equipamentos para estampar camisetas dos participantes com o tema da ação.

SERVIÇO

Evento em homenagem às vítimas de Brumadinho
Data: 25 de janeiro
Local: Esquina da Av. Paulista com a Rua Pamplona

Programação

  • 12h: reunião dos voluntários para início da ação
  • 12h28: disparo da sirene + ação com voluntários e convidados + discurso do porta-voz
  • 18h30: Início da caminhada até a Rua da Consolação, 753 (prédio onde funcionava o CREMESP, em frente ao Mackenzie)
  • 19h30: Projeção de homenagem às vítimas e finalização do evento

Data: 26 de janeiro
Local: Esquina da Av. Paulista com a Rua Pamplona

Programação

  • 10h: Início do atendimento ao público
  • 10h30: Apresentação musical – Trio de Choro (André Bachur, Bruno Elisabetsky e Túlio Bias)
  • 10h30: Início da serigrafia de pano — Monique Schoenaker
  • 11h: Apresentação musical DJ – Marina (Samba do Sol)
  • 11h30: Apresentação musical – Renato Paz e banda (música brasileira)
  • 13h: Roda de discussão sobre Barragens
  • 14h30: Apresentação Musical – Banda the Apartment Cats (pop/rock)
  • 15h: Apresentação musical – DJ Kamina (música brasileira)
  • 15h30: Banda The Monkeyshines (rock)
  • 16h: Apresentação musical – Projeto Diamantes musicais
  • 16h30: Apresentação musical – Dj Odara (música brasileira)
  • 17h: Apresentação musical – Iris violinista
  • 17h30: Finalização do evento

Sobre o Instituto Camila e Luiz Taliberti

O Instituto é uma iniciativa coletiva de amigos e familiares de Camila e Luiz Taliberti, vítimas do rompimento da barragem de Brumadinho, em 25 de janeiro de 2019. O Instituto tem como missão atuar em temas socioambientais, a defesa dos direitos humanos, o empoderamento de grupos vulneráveis, especialmente mulheres, e a proteção do meio ambiente contra ações danosas.

LEIA MAIS

Comentários