Teatro da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade está fechado para obras

O teatro da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA), um dos mais importantes aparelhos culturais de Itabira, está fechado desde sexta-feira, 19 de fevereiro, devido a problemas na parte elétrica e em seu telhado. A interdição se fez necessária para que o espaço passe por obras emergenciais. Enquanto durar a intervenção, todas as atividades no local estão suspensas.

O fechamento do teatro foi anunciado na terça-feira, 23 de fevereiro, em coletiva de imprensa que reuniu o prefeito Damon Lázaro de Sena (PV), a superintendente da FCCDA, Sônia Cristina Magalhães, e o secretário de Obras, Marco Aurélio Garcia Matos. A medida não foi tomada anteriormente porque a Prefeitura de Itabira não contava com os recursos necessários para obra, mas, agora, devido à piora da situação, a intervenção se fez necessária para evitar acidentes.

De acordo com Marco Aurélio, serão feitas mudanças na parte elétrica, na sonorização e no telhado. Uma ampliação do palco do teatro também está prevista. Porém, não foram anunciadas as datas de início e término das obras. Os valores dessas intervenções também não foram divulgados e só devem se tornar públicos quando for realizado um diagnóstico completo da situação.

Cara nova
Ainda durante a coletiva de imprensa, foi anunciado um projeto de revitalização do Centro Cultural, que deve contar com obras de acessibilidade, reforma da biblioteca, um bar e uma loja para a venda de objetos culturais e lembranças de Itabira. O projeto arquitetônico foi feito por Zenon Lago, o mesmo que projetou o atual prédio da FCCDA, e custou aos cofres públicos R$ 35 mil. A reforma do espaço cultural deve ficar em torno de R$ 3 milhões.

Comentários