Série “Teatro” do #EMCASACOMSESC traz monólogoa de Christiana Tricerri, Caco Ciocler, Fabiana Gugli e Soraya Ravenle

Nos dias 27 e 29 de julho, tem solo de Thiago Lacerda interpretando Shakespeare, espetáculo de Christiane Tricerri sobre a vida de Frida Kahlo e Caco Ciocler em reflexão a respeito do homem contemporâneo. Os vídeos podem ser conferidos no YouTube Instagram do Sesc São Paulo

O Sesc São Paulo promove desde maio a série Teatro #EmCasaComSesc, com a transmissão diferentes trabalhos cênicos, direto da casa dos artistas, sempre às segundas, quartas, sextas e domingos, às 21h30. E, no início da próxima semana, a agenda traz a atriz Christiane Tricerri, na segunda-feira 27 de julho, e Caco Ciocler na quarta-feira, 29.

Integrante do Teatro do Ornitorrinco desde 1985, a atriz Christiane Tricerri apresenta o espetáculo “Frida Kahlo – Viva la Vida”. O texto de Humberto Robles, considerado o maior dramaturgo mexicano vivo e o mais encenado no mundo, leva Frida Kahlo a um passeio por sua própria história. Enquanto prepara um jantar para seus convidados, vivos ou mortos, a pintora relembra os personagens que marcaram sua trajetória, como o pintor Diego Rivera, com quem foi casada; o revolucionário russo Leon Trótski, com quem teve um relacionamento amoroso, durante seu exílio no México.

Para a construção do texto, Robles entrevistou vários amigos de Frida Kahlo. Christiane Tricerri e Isadora Tricerri assinam a adaptação da peça para o Teatro #EmCasaComSesc. O espetáculo estreou em novembro do ano passado, no Sesc Pinheiros, sob direção de Cacá Rosset, do Teatro do Ornitorrinco.

O ator Caco Ciocler encena “Medusa” na quarta-feira, 29 de julho. O espetáculo faz parte do projeto Fluxorama, com direção de Monique Gardenberg e texto de Jô Bilac, composto por quatro peças curtas – Amanda, José Guilherme, Valquíria e Medusa. No texto, Caco Ciocler interpreta a tentativa desesperada de um homem de meditar em meio ao caos urbano. Ao tentar esvaziar a mente, a questão sobre o sentido na vida se coloca em seu caminho. A peça oferece uma reflexão, ora cômica, ora dramática, a respeito do homem contemporâneo e sua existência num mundo em aceleração.
Fluxorama é um projeto que surge de um processo de investigação da dramaturgia performativa e toma o ato de pensar como ponto de partida para a criação. A narrativa é constituída sob a ótica de personagens que vivenciam situações-limite, tornando-se reféns do fluxo de seus pensamentos e memórias, num curso ininterrupto de consciência.

A semana contará, ainda, com Fabiana Gugli, em “Terra em Trânsit”o, espetáculo dirigido por Gerald Thomas, e Soraya Ravenle em “Instabilidade Perpétua”. Detalhes da programação de sexta e domingo serão divulgados ao longo da semana.

Agenda Teatro #EmCasaComSesc 26 a 31 de julho, 21h30

  • 26/7, domingo: Thiago Lacerda em Quem Está Aí? – Monólogos de Shakespeare
  • 27/7, segunda: Christiane Tricerri em Frida Kahlo – Viva la Vida
  • 29/7, quarta: Caco Ciocler em Medusa
  • 31/7, sexta: Fabiana Gugli em Terra em Trânsito
  • 02/8, domingo: Soraya Ravenle em Instabilidade Perpétua

LEIA MAIS

Comentários