Série de animação “Mytikah – O livro dos heróis”, da OZ Produtora, estreia no Videocamp e pode ser assistida online

Sequência reúne 13 episódios que retratam histórias de importantes personalidades brasileiras

Como é possível desenvolver o aprendizado das crianças e dos adolescentes mesmo em tempos de pandemia? Para auxiliar os professores no desenvolvimento de atividades online para os alunos e ajudar na produção de conteúdos relevantes e motivadores sobre educação, a OZ Produtora traz para o catálogo do Videocamp a série de animação infantil “Mytikah – O livro dos heróis”. Os episódios ficarão, não apenas disponíveis no catálogo do Videocamp mas, também, farão parte da ação especial de quarentena, o “Assista Agora“, que pode ser assistidos online.

A sequência, dirigida por Hygor Amorim e Jonas Brandão, busca reforçar valores universais como união, igualdade e respeito, além de dar a oportunidade das crianças conhecerem, desde cedo, histórias de importantes personalidades brasileiras, como: Chiquinha Gonzaga, uma das maiores compositoras da música popular brasileira, Milton Santos, um dos grandes nomes da renovação da geografia no Brasil, Clarice Lispector, uma das figuras mais influentes da literatura brasileira, Pagu, escritora de grande destaque no movimento modernista, entre outros.

“Nós da OZ queremos que nossas obras sejam vistas pelo maior número de pessoas possíveis. Acreditamos não ser interessante deixar o conteúdo preso em uma exclusividade que acaba restringindo mais do que ampliando o acesso à obra. E como nosso conteúdo é voltado para educação, esse match com o Videocamp é natural. A entrada da série Mytikah – O livro dos heróis – no catálogo de exibições era apenas uma questão de tempo para acontecer”, diz Recy Cazarotto, produtora executiva da OZ Produtora.

Sobre o Videocamp

O Videocamp é uma plataforma online que reúne filmes com potencial de impacto que podem ser exibidos por qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo e de forma gratuita. A missão do Videocamp é criar caminhos para democratizar o acesso à cultura e à informação, que são direitos universais. Para os realizadores, a plataforma potencializa a formação de público e atua como ferramenta de promoção dentro da estratégia de lançamento do filme.

*Com informações da Assessoria de Comunicação do Videocamp.

LEIA MAIS

Comentários