Série “Dança”, do projeto #EMCASACOMSESC, recebe os espetáculo “Casa4 em Casa” e “8 Meses em 2020”

Programação semanal, às terças e quintas-feiras, às 21h, traz espetáculos direto da casa dos artistas ou dos palcos das unidades, sem a presença do público e seguindo os protocolos de segurança; na terça-feira, 17 de novembro, o coletivo Casa 4 apresenta “Casa4 em Casa”, direto de Salvador; na quinta-feira, 19 de novembro, a Cia Artesãos do Corpo mostra “8 Meses em 2020” no palco do Sesc 24 de Maio. Transmissões ao vivo permanecem no YouTube do Sesc São Paulo e no Instagram do Sesc Ao Vivo

A programação da série Dança #EmCasaComSesc, que traz coreografias inéditas ou adaptadas dos principais artistas da dança brasileira, está em nova fase, com a transmissão de espetáculos direto das unidades do Sesc na capital paulista, sem a presença de público no local e seguindo todos os protocolos de segurança. As apresentações são intercaladas com as lives realizadas na casa dos artistas ou em espaços culturais onde fazem residências artísticas ou ensaios. A série permanece às terças e quintas, às 21h.

Com esta mudança, o Sesc São Paulo passa a acolher apresentações com formações maiores, que contarão com os recursos do palco, permitindo que os trabalhos possam ser executados na íntegra ou bem próximos da versão original. O formato híbrido, com a manutenção das performances que acontecem no ambiente domiciliar, possibilita que a série continue a oferecer encontros com artistas de outros estados ou em condições de maior vulnerabilidade ao coronavírus. Ao mesmo tempo, ao abrir a possibilidade de se realizar as apresentações nos palcos das unidades do Sesc, dá-se oportunidade a mais profissionais para realizarem seu trabalho, ajudando a estimular o setor cultural.

Na terça-feira, 17 de novembro, diretamente de Salvador (BA), o coletivo Casa 4 apresenta o espetáculo “Casa4 em Casa”. Em cena, o grupo se propõe a revisitar seu próprio trabalho e a ressignificar as trajetórias individuais de seus integrantes nestes tempos de coronavírus. Diante de uma pandemia, o que resta dos planos de encontro? O que ainda faz sentido? Um novo olhar para si e para os companheiros de cena e de vida. Com Alisson George, Leandro de Oliveira, Ruan Wills, Jônatas Raine, Guilherme Fraga e Marcelo Galvão. Desde a sua criação, o Coletivo Casa 4 tem o objetivo de difundir o respeito à diversidade por meio de suas ações artísticas em dança. O grupo já integrou a programação de eventos ligados à comunidade LGBTQIA+, Festivais de Dança e Congressos de Dança de Salão. Em novembro de 2017, estreou seu primeiro espetáculo, “Salão”, que foi selecionado para compor a programação do Palco Giratório 2020. Em junho de 2019, o Casa 4 estreou seu segundo trabalho, “Me Brega, Baile!”. Classificação: 14 anos.

Quinta-feira, 19 de novembro, é a vez da Cia Artesãos do Corpo apresentar direto do Sesc 24 de Maio o espetáculo “8 Meses em 2020”. A montagem é uma coletânea de cenas retiradas de duas criações do repertório da companhia: “E a Garça Canta Com Tristeza”, cujas cenas buscam um retorno ao corpo sensível como um contraponto ao programado, serial e previsível, e “Estranhos Seres Nebulosos e Ilusórios”, na qual os intérpretes buscam um corpo cênico que dialogue com as ideias de demolição, implosão, desconstrução, ocupação, despejo e deslocamento, em uma paisagem impermanente feita de memórias, sombras, vestígios e ausências. As duas apresentações foram ensaiadas à distância e serão mostradas agora no palco, após oito meses de distanciamento social, estudos e observação do grupo, que não se reúne presencialmente desde o início da pandemia. Os intérpretes trazem à cena aspectos importantes da linguagem desenvolvida pela Companhia , desde 1999, para dialogar com o momento atual: objetos, elementos cênicos, figurino que ampliam, impedem, expandem, e potencializam o movimento e as intenções de cada composição. Com Dawn Fleming, Ederson Lopes, Fany Froberville, Hiro Okita, Leandro Antonio e Mirtes Calheiros . Classificação: 14 anos .

LEIA MAIS

Comentários