Rede Minas celebra 35 anos com novidades na programação a partir de 28 de outubro

Novos programas, parcerias e horários garantem ao público mineiro conteúdos educativos, culturais e informativos de Minas e do Brasil 

Neste ano, a Rede Minas e os mineiros brindam os 35 anos da emissora pública do estado. Criada em agosto de 1984, teve a primeira transmissão no dia 8 de dezembro daquele ano. Mais de três décadas depois, a emissora faz parte do dia a dia dos mineiros. Em comemoração à data, a Rede Minas lança uma nova grade de programação na segunda-feira, 28 de outubro. Novos programas, parcerias e horários preenchem a tela e prometem informação, educação, cultura e entretenimento ao público. “Queremos tornar a grade um reflexo das Minas Gerais pensando no mundo”, explica a diretora de Produção e Programação, Marisa Guimarães.

Novos programas

Estações

Entre as novidades produzidas pela Rede Minas, a estreia do programa “Estações”. Assim como a expressão “trem” faz parte do cotidiano dos mineiros, as estações ferroviárias também foram importantes. Pelas linhas férreas que cortam Minas passaram pessoas,muitas histórias e mistérios. Nessas estruturas, estavam não só passageiros, maquinistas e bilheteiros, assim como aqueles que cuidavam, de perto, das estações e, lá, faziam a sua morada.

Na primeira temporada, o programa mostra um dos ramais da Estrada de Ferro Central do Brasil. Construída no início do século XX, foi a primeira estrada de ferro a entrar em Minas. O “Estações” apresenta o ramal Paraopeba. Essa linha férrea passava por 39 estações de diversas localidades, de Congonhas a Belo Horizonte. De acordo com levantamento do Iphan de 2016, apenas 12 ainda estão em uso.

A equipe da Rede Minas visitou oito desses lugares e mostra o patrimônio mineiro de potenciais turísticos, culturais e sociais. Na terça-feira, 29 de outubro, às 20h30, o público vai conhecer as memórias e as lembranças da Estação Belo Horizonte, na capital. O conjunto paisagístico da praça Rui Barbosa, que abriga os edifícios, museu e jardins, foi tombado em 1988, pelo Iepha, e é apresentado ao público no programa. O “Estações”, que vai ao ar todas as terças, faz um resgate da vida destes trens e trilhos em perpetuam a história.

Mina da Gente

A Rede Minas percorre o estado, também, em “Minas da Gente”. A equipe da emissora realizou uma travessia de dois mil quilômetros e visitou cidades do Vale do Rio Doce, Mucuri e Jequitinhonha, onde o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é baixo no estado.

A realidade desses locais e da população é revelada pela atração. Na tela, o público confere histórias de moradores que, mesmo diante das dificuldades, encontram na vida coragem, força e até arte. Na estreia, Itabibirinha, no Rio Doce. Com cerca de 11,5 mil habitantes, segundo estimativa do IBGE, o lugar é relembrado por três moradoras idosas, que compartilham a história e os hábitos que fizeram o município resistir ao tempo e ser a casa de tantos. O “Minas da Gente” é exibido aos domingos, às 12h. O primeiro episódio vai ao ar no dia 3 de novembro.

Edição especial

Séries de reportagens especiais são apresentadas ao público, de segunda a sexta, às 21h, e de terça a sexta, às 23h15.

As novidades representam um reflexo da proposta da Rede Minas para os mineiros. De acordo com a diretora de Produção e Programação, Marisa Guimarães, na nova grade “trazemos o paladar, a essência, a forma de viver, a sensibilidade e a complexidade dos mineiros”.

Novas temporadas

Cinematógrafo

A Rede Minas estreia a grade de programação com novas temporadas de programas que conquistaram o público e, entre eles, o “Cinematógrafo”. Dedicado aos amantes da sétima arte, o programa estreia a quarta temporada e apresenta os diversos movimentos cinematográficos. Em cada episódio, o público vai conhecer mais sobre a identidade nas produções que dão novos estilos para o modo de fazer filmes e séries. O Cinematógrafo vai ao ar, todas as sextas, às 20h30. O episódio de estreia já tem data marcada: dia 1º de novembro. Produzido pela Rede Minas, o Cinematógrafo ganhou destaque, também, em rede nacional. Neste mês de outubro, a TV Cultura começou a exibir a primeira temporada do programa.

Retratos da Dança

Atenta às artes e à cultura, a Rede Minas exibe a segunda temporada da série “Retratos da Dança”, que leva o palco e os dançarinos para a tela da TV aberta. Produzida pela emissora pública mineira, traz retratos envolventes da dança que passam pela experimentação, criatividade, emoção e liberdade. O programa é exibido todas às segundas, às 20h30. No episódio de estreia, no dia 28 de outubro, a Cia Mário Nascimento é apresentada ao público.

Conversações

O “Conversações” estreia nova temporada mostrando que a literatura ultrapassa os livros e, a cada dia, ganha novas ferramentas. As linhas estão impressas e audíveis, também, na música, roteiros de espetáculos, quadrinhos e até podcasts. No programa, diversos escritores abordam o universo mágico das letras em um bate papo que revela que eles, que criam poesias, crônicas e romances, também são grandes protagonistas na vida real. Para celebrar a data, o Conversações faz uma homenagem ao mês da Consciência Negra, novembro. Na estreia, no dia 31 de outubro, o público confere a entrevista com a contadora de histórias e escritora infantojuvenil Madu Costa. O programa vai ao ar todas as quintas-feiras, às 20h30.

Parcerias levam programas exclusivos para a TV

O projeto “Sempre um papo”, criado em 1986 pelo jornalista Afonso Borges para fomentar a leitura, é conhecido em todo o estado. Famoso pela promoção de eventos, já realizou encontros com grandes nomes nacionais e internacionais. O Sempre um Papo agora é repaginado e se transforma em programa, proporcionando ao público conhecer personalidades que colocaram em livros as suas ideias. O programa é exibido, pela Rede Minas, todos os sábados, às 21h. Na estreia, 2 de novembro, o público confere o encontro com a atriz e escritora Denise Fraga, no evento que aconteceu em Araxá, no Alto do Paranaíba.

O “Mundo Urbex” é outra novidade que vai ao ar, pela primeira vez, na TV. O programa, que conquistou internautas, faz uma verdadeira exploração no espaço urbano em locais abandonados. O foco é não deixar desaparecer a história de lugares que estão se tornando ruínas. Todas os domingos, às 16h, uma nova descoberta na tela da Rede Minas. Na estreia, as instalações de uma antiga fábrica de cimento em São Paulo, de 1926, são reveladas por uma equipe que vive uma verdadeira aventura desbravando a história. O episódio “Portland: a fábrica proibida” vai ao ar dia 3 de novembro.

Conteúdos dedicados à saúde, educação e sustentabilidade também marcam presença na Rede Minas, em uma parceria com a Fiocruz. São cinco programas que vão ao ar, de segunda à sexta, às 7h30. Para abrir a semana, a emissora exibe o “Curta Agroecologia”. No primeiro episódio, que vai ao ar no dia 28 de outubro, a experiência de um bairro do Rio de Janeiro onde os moradores cultivam plantas frutíferas e medicinais.

No programa “Em Família”, que vai ao ar todas as terças, o comportamento familiar é abordado no programa. Na estreia, dia 29 de outubro, o padrão de beleza é tema de discussão. Às quartas o público confere o “Ligado em Saúde”, que atende a demanda dos telespectadores. A questão do HIV na terceira idade é tema de estreia, no dia 30 de outubro. Às quintas, a Rede Minas exibe o “Unidiversidade”, que apresenta discussões que partem do universo acadêmico. No primeiro episódio, que vai ao ar no dia 31 de outubro, o tema é a juventude negra e o mercado de trabalho. Já nas sextas, entra o “Comunidade em Cena”, que divulga experiências comunitárias de sucesso. Na estreia, dia 1º de novembro, o foco são os adultos e crianças especiais.

Galápagos” é outra atração. Produzida pela BBC, a série mostra a fascinante história das Ilhas Galápagos, no Equador. A produção revela não só a atividade vulcânica, fauna e a flora da região, assim como analisa o importante papel na formação da Teoria da Evolução, de Charles Darwin. A série vai ao ar todos os domingos, às 15h, e já tem data de estreia: dia 3 de novembro.

A Rede Minas passa a exibir, também, o “Café Filosófico“, que busca compartilhar as ideias de grandes pensadores contemporâneos. A produção do Instituto CPFL e da TV Cultura vai ao ar, diariamente, às 0h. No dia 28 de outubro, estreia com “O que consideramos uma sociedade justa?”, com filósofo e cientista político Fernando Schuller.

Diversão garantida para a garotada

A série “Dango Balango”, produzida pela Rede Minas com o grupo de teatro de bonecos Giramundo, abre as tardes da semana, às 13h, com um conteúdo especial direcionado para o público infantil. Em seguida, a emissora exibe diversas animações. Para encerrar o dia da garotada, a Rede Minas apresenta a “Turma da Mônica”, com histórias divertidas que saíram dos quadrinhos e ganharam a tela da TV. Os personagens de Maurício de Souza também divertem a garotada aos sábados, às 8h30.

Nas manhãs, a animação também está garantida. A Rede Minas continua a exibir uma faixa infantil, das 10h às 11h, de segunda a sexta. O horário promete alegrar os pequenos, com atrações como A Turma do Pererê, Mytikah e O Diário de Mika. Em seguida, vai ao ar o Brasil das Gerais para, às 12h, os pequenos se alegrarem com Sésamo.

Durante toda a programação, a emissora ainda mostra, nos intervalos, as animações de curta duração “Pé de Sonho”. Criadas através de trabalhos musicais pelo grupo mineiro que leva o mesmo nome, ganharam imagens e se tornaram melódicas histórias encantadas para as crianças.

Atrações de sucesso ganham novos horários

A Rede Minas altera os horários de alguns programas para melhorar o atendimento ao público. Entre os diários, o jornal “Minas em Rede” vai ao ar às 8h30 e o “Opinião Minas” às 9h. O “Coletânea” passa a ser exibido às 18h de segunda a sexta, mas em mesmo horário aos sábados, às 15h. O “Jornal Minas 2ª Edição” vai ao ar, ao vivo, às 19h30, e o “Agenda”, às 20h.

Mudanças, também, nos horários de alguns programas semanais. A “Faixa de Cinema” continua na sexta, mas às 23h30. Aos sábados, o “Alto-Falante” vai ao ar às 14h, a “A Hora do Improviso” às 16h, o “Hypershow” às 17h e o “Noturno”, às 23h30. No domingo, o “Arrumação” passa a ser exibido às 10h, o “Sou 60” às 11h30 e o “Harmonia” chega mais cedo na tela: às 14h.

Outra novidade é para os fãs do futebol. O “Meio de Campo”, sucesso na TV que vai ao ar aos domingos, às 21h, é reapresentado, às segundas, às 3h, para o público que perdeu os gols da semana e os debates acalorados sobre a atuação dos clubes mineiros e do Brasil.

Acessibilidade

A inclusão está garantida na Rede Minas, que continua a exibir o “Programa Especial”, dedicado à inclusão social de pessoas com deficiência através da Língua Brasileira de Sinais, legenda e audiodescrição. A atração vai ao ar aos sábados, 12h30. De segunda a sexta, o público confere as notícias do dia no “Repórter Visual”, traduzido para a Libras, às 9h30.

Rede Minas — No ar pela TV, Internet e aplicativo

A Rede Minas vai ao ar no canal 17 UHF ou 9.1 (HD) e 9.2 (SD); Net 20 e Net HD 520; Oi 09; One Seg (para celulares e portáteis) 9.3. O público pode conferir a programação, ao vivo, pelo site da emissora (redeminas.tv) e pelo aplicativo para Android (redeminas.tv/aplicativoRedeMinas).

*Com informações da Assessoria de Comunicação da Rede Minas.

LEIA MAIS

Comentários