Programa Cinematógrafo trata do movimento francês nouvelle vague e a Faixa de Cinema exibe o documentário “Vento Forte”

O movimento cinematográfico “nouvelle vague” inspirou jovens franceses, ganhou destaque no mundo e foi traço do trabalho de grandes cineastas, como François Truffaut e Jean-Luc Godard. O Cinematógrafo, da Rede Minas, de sexta-feira, 29 de novembro, às 20h30, dedica um programa especial em que vai mostrar essa tendência que mudou o modo de fazer cinema na França, no final da década de 50. No estúdio, o professor de Jornalismo da UniBH João Carvalho fala sobre esse movimento e comenta obras do estilo. Nouvelle vague ainda marca presença no quadro “Drops”, que traz muitas curiosidades sobre os filmes “Os incompreendidos”, de Truffaut, e “Hiroshima, meu amor”, de Alain Resnais.

A trilha sonora de “Trainspotting – Sem limites” é tema do quadro “Soundtrack”. Dirigido pelo famoso cineasta Danny Boyle, Trainspotting chamou a atenção do mundo pela forma em que tratou o vício em drogas e pela trilha sonora. Em 2013, o repertório dessa produção foi apontado pela revista Rolling Stones como “as 25 maiores trilhas sonoras de todos os tempos”. No estúdio, o crítico de cinema Rodrigo James é o convidado para falar sobre as músicas que fizeram parte do enredo da trama. O Cinematógrafo ainda traz mais novidades, como a crítica do filme de Andy Muschietti “It – capítulo 2”, baseado na obra de Stephen King, no quadro “Ponto de vista”, e as indicações e comentários dos telespectadores do programa, no quadro “Meu cinema”.

Faixa de Cinema apresenta o documentário “Vento Forte”

O trabalho dos pescadores brasileiros sai do barco e ganha os holofotes no documentário “Vento Forte”. A obra mostra como o modo simples de vida desses tradicionais trabalhadores das águas convive harmonicamente com a natureza. A produção mostra, ainda, a ameaça à profissão por grandes empreendimentos, turismo predatório, pesca e agricultura industriais.

O filme, dirigido por Patrícia Antunes, foi produzido pelo Conselho Pastoral dos Pescadores de Recife (PE) em parceria com a produtora de cinema independente Arte em Movimento, de Belo Horizonte (MG). A equipe de gravação percorreu 21 localidades, entre elas os cânions do São Francisco, Petrolândia (PE), e as comunidades de Conceição de Salinas e Cairú, em Salinas da Margarida (BA). “Vento Forte” participou do Festival Internacional de Cinema Ambiental e Direitos Humanos (Ecocine 2015) e também do Festival de Cinema Socioambiental da Serra do Cipó – CineCipó 2015. Foi exibido nacionalmente em diversos cinemas, entre eles o Cine 104 em Belo Horizonte, e no exterior, no cinema do Vaticano.

A Faixa de Cinema com “Vento forte” vai ao na sexta, às 23h30, pela Rede Minas.

SERVIÇO

Cinematógrafo – movimento nouvelle vague
Data e horário: sexta-feira, 29 de novembro, às 20h30
Faixa de Cinema – “Vento Forte”
Data e horário: sexta-feira, 29 de novembro, às 23h30

LEIA MAIS

Comentários