Prefeitura de Itabira anuncia série de intervenções no patrimônio histórico da cidade

Com a conclusão dessas obras em 2020, a Prefeitura Municipal de Itabira (PMI) terá reformado 18 imóveis encerrará a fila de bens históricos com necessidade de reparos

O pregão presencial nº 32 na tarde de quinta-feira, 4 de junho, no auditório do paço municipal, definiu as empresas que irão executar as reformas de cinco imóveis, encerrando, assim, a fila do Programa de Revitalização do Patrimônio Histórico e Cultural de Itabira.

Os serviços serão realizados na Casa do Brás (rua Guarda Mor Custódio, nº 156), pela Construtora Linhares; no Centro de Artesanato (praça Doutor Joaquim Pedro Rosa, nº 22) e na sede da Banda Euterpe (rua Doutor Guerra, nº 49), pela Sérvulo Construtora e, no imóvel do número 157 da praça do Centenário, pela Engeita Engenharia.

A Igreja de São José, no povoado da Serra dos Alves, não recebeu lances. Neste caso, novo pregão será publicado e, se ainda assim não surgirem propostas, a Prefeitura poderá contratar uma empresa segundo as especificações do edital.

De acordo com Duval Augusto Coelho Gomes, diretor de Patrimônio Histórico e presidente do Conselho Consultivo Municipal de Patrimônio Histórico e Artístico de Itabira (Comphai), a conclusão das reformas é a maior intervenção já realizada no patrimônio do município. “É um marco para a Itabira zerar a fila do programa de revitalização dos imóveis tombados. Na verdade, isso é determinado pela Lei nº 3.797, de 2003, que estava sendo cumprida de forma lenta, pois os proprietários esperavam anos para serem atendidos. A partir de 2017, quando o atual Governo Municipal priorizou essa questão, tivemos condições de finalizar todas as obras. O mais importante, é que minimizamos os riscos de perder algum bem do nosso acervo e estamos resguardando a história da nossa população”, ressaltou.

As obras são realizadas, desde 2017, com recursos do Fundo Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural (Fumpac), oriundos também do ICMS Cultural (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Estão concluídos os casarões da rua Monsenhor Júlio Engrácia, nº 37; rua Tiradentes, nº 383; rua Santana, nº 191; praça Doutor Joaquim Pedro Rosa, nº 14; Museu de Itabira e Casa de Drummond. Os serviços estão sendo finalizados nos casarões da rua Tiradentes, nº 55; rua Santana, nº 146 e no nº 8 da rua Doutor Guerra (imóvel do ex-prefeito Luiz Menezes).

Os trabalhos na Igreja do Rosário foram feitos por meio de uma parceria entre a Diocese e a Prefeitura. Já o Museu do Tropeiro foi reformado com recursos da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Inovação e Turismo e o Memorial Carlos Drummond de Andrade, bem como a Usina Ribeirão São José – obras em andamento – com verba da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

*Com informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Itabira.

LEIA MAIS

Comentários