Posada e o Clã divulga a música “Conga”, que antecipa seu próximo álbum

Após bem-sucedida estreia em 2013, um dos projetos mais conceituados da cena independente carioca volta com novidades. Posada e o Clã vai lançar seu novo álbum, homônimo, no dia 1º de dezembro. A faixa inédita “Conga” já está disponível para audição.

A música, com forte influência do sincretismo religioso, é um rock ruidoso que apresenta a nova sonoridade da banda – mais coesa e com a identidade mais clara de cada um dos integrantes. O disco foi produzido por JR Tostoi, que também assina a mixagem, e pela própria banda. A canção tem uma relação muito peculiar com as memórias do compositor Carlos Posada.

“Tenho uma lembrança de minha vó voltando do Teatro de Nova Jerusalém (conhecido nacionalmente pela sua montagem da Paixão de Cristo) e eu perguntar bem criança  ‘Como é? Como foi?’ e ela responder que tinha uns ‘cão’ (diabinhos) de Conga (a marca de calçados) correndo atrás de Jesus. Foi a primeira vez que me toquei do ‘teatro’ que envolve todas as religiões e de como as pessoas se entregam a esses jogos de coração”, explica o cantor e compositor.

02

Posada e o Clã é formada pela voz de Posada, pela  guitarra de Gabriel Ventura e baixo de Hugo Noguchi, ambos da Ventre (atração confirmada no Lollapalooza 2018); e bateria de Gabriel Barbosa, que faz parte da banda instrumental SLVDR com Noguchi.

“Acho que ‘Conga’ fala muito sobre respeito. O teatro que habita em mim respeita o teatro que habita em você”, conclui ele.

O álbum “Posada e o Clã” estará disponível nas plataformas de música digital no dia 1º de dezembro via Sagitta Records.

Ouça “Conga”: http://bit.ly/PosadaConga

CONGA

(Carlos Posada)

Cada um sonha com o que quer
Cada um, cedo ou tarde aposta
O tempo que tem, e quando tem
Vai na fé
escrevendo a sua história
E não quero na memória nem troféu e nem abrigo
Eu gosto é de varanda
Eu bato o pé eu brigo, mas só brigo com os amigos

Mire alto, muito mais alto
E desça até o chão
Minha vó viu um cão de conga lá em Nova Jerusalém
E eu vi no centro também

LEIA MAIS

Comentários