Patricia Bastos e Dante Ozzetti, Zé Geraldo e Sérgio Pererê se apresentam na série “Música” do projeto #EMCASACOMSESC

Antes, o público confere shows de Elba Ramalho, no sábado, e Leci Brandão, no domingo; programação de shows ao vivo do Sesc São Paulo na internet traz apresentações diárias, sempre às 19h, no Instagram e YouTube

Prestes a completar três meses no ar, a série Música #EmCasaComSesc prossegue com novas apresentações entre os dias 20 e 23 de julho, sempre às 19h, no Instagram Sesc Ao Vivo e no YouTube Sesc São Paulo. Mas antes, o público confere os shows de Elba Ramalho, hoje, relembrando seus grandes sucessos de mais de 40 anos de carreira, acompanhada por Marcos Arcanjo, se revezando entre violão e guitarra, e Rafael Meninão na sanfona; e Leci Brandão, no domingo, na voz, pandeiro e tan tan, acompanhada por Marcus Boldrini no violão e cavaquinho, e PH – Paulo Henrique Ambrósio na percussão.

Na segunda-feira, dia 20, rememoramos as noites do Instrumental Sesc Brasil com o percussionista e baterista Robertinho Silva. Com mais de 50 anos de carreira nacional e internacional, ele, que é um dos maiores nomes do segmento no Brasil, abre seu ateliê percussivo para partilhar ritmos, sons e histórias, com humor, criatividade e musicalidade. Estarão no set instrumentos como atabaque, pandeiro, berimbau, marimba, campanas, agogô, tamborim, kalimba e até mesmo frigideira, para apresentar ritmos e músicas como “Juazeiro” (Luiz Gonzaga), “Aquele Abraço” (Gilberto Gil), “Ponta de Areia” e “A Lua Girou” (Milton Nascimento). Robertinho Silva destacou-se no meio musical na década de 1960 com o grupo Som Imaginário, e acompanhou artistas consagrados da música brasileira e internacional, como Milton Nascimento (com quem trabalhou por 26 anos), João Donato, Tom Jobim, Wayne Shorter, Egberto Gismonti, Dori Caymmi, Sarah Vaughn, Gilberto Gil, João Bosco, Toninho Horta, Gal Costa, Nana Caymmi e Chico Buarque.

Na terça-feira, 21, Patricia Bastos e Dante Ozzetti apresentam o show Amazônia Live. Parceiros de longa data, a cantora amapaense Patricia Bastos e o músico, compositor e arranjador paulistano Dante Ozzetti, na voz e violão, apresentam um repertório que mescla músicas dos discos de Patrícia produzidos pela dupla, como Zulusa (2013) e Batom Bacaba (2016), que têm como temática os sons amazônicos. Também entoarão músicas de autoria de Dante Ozzetti em parceria com Luiz Tatit, e de outros compositores, como Zeca Baleiro e Joãozinho Gomes.

Quarta-feira, 22, Zé Geraldo comanda o show Canções e Prosa. Com mais de 30 anos de carreira e 15 discos lançados, o cantor mineiro apresenta clássicos do seu repertório, como “Milho aos Pombos”, “Senhorita” e “Galho Seco”, além de músicas de parceiros que foram consagradas em sua voz e violão, como “Cidadão” (Lúcio Barbosa) e “Aprendendo a Viver” (Renato Teixeira).

E na quinta-feira, 23, o cantor, compositor, multi-instrumentista, ator e produtor musical Sérgio Pererê se apresenta acompanhado pelo músico Acauã Ranne. Seu trabalho autoral é reconhecido pelo diálogo que estabelece entre a tradição e a experimentação, pela profusão de sonoridades – com destaque para as referências afro-latinas -, e pelo timbre peculiar de sua voz. No show, Pererê irá apresentar músicas de seu novo trabalho, Ravivências, em que faz releitura de canções de compositores que marcaram sua trajetória, e também canções de trabalhos anteriores que se tornaram referência para o seu público, como “Costura da Vida”, “Estrela Natal” e “Velhos de Coroa”. Sua poesia sofisticada entrelaça temas cotidianos a enunciados metafísicos e elementos do sagrado de matriz africana, como o culto à ancestralidade e aos orixás. Já se apresentou em várias regiões do Brasil e em países, como Canadá, Áustria, Espanha, Moçambique, China e Argentina.

Agenda 20 a 23 de julho, 19h

  • segunda-feira, 20 de julho: Robertinho Silva
  • terça-feria, 21 de julho: Patricia Bastos e Dante Ozzetti
  • quarta-feira, 22 de julho: Zé Geraldo
  • quinta-feira, 23 de julho: Sérgio Pererê. Participação de Acauã Ranne

LEIA MAIS

Comentários