Os belorizontinos da Elizia apontam renovação sonora com singles e clipe

Trazendo referências do rock alternativo e do post-hardcore, a banda de Belo Horizonte, Minas Gerais, Elizia propõe um renascimento nas duas primeiras faixas do seu novo disco “Anedonia”. O disco, que será lançado como uma série de compactos digitais, chegará às plataformas de música digital via Sagitta Records. Uma das faixas, “3 AM”, também chega em formato clipe.

Com direção de Bruno Paraguay e Davidson Mainart, o vídeo mostra como muitas vezes a mente pode pregar peças e ser uma armadilha. Trazendo imagens da banda se apresentando ao vivo em um galpão enorme, o clipe da Elizia cria contraposição com imagens que evocam a intimidade e a angústia de cada um dos integrantes.

Essa sensação é uma das inspirações também para o nome do disco. Anedonia é uma condição psicológica, um distúrbio onde as pessoas param de sentir prazer e é visto como um dos estágios finais da depressão, uma das doenças que mais afetam a geração da qual a banda faz parte.

Elizia - Anedonia
Capa do EP “Anedonia”, da banda belorizontia Elizia.

“É impossível lembrar da última vez em que conversamos com algum amigo, onde ele não falou estar passando/ter passado por algum episódio de ansiedade, depressão, apatia ou, que seja, uma tristeza profunda, sem uma causa aparente, estampada na cara. A depressão é o pesadelo da nossa geração, é a droga que destrói o mundo hoje, infelizmente”, conta o guitarrista Rodrigo Nueva.

Tida como um dos destaques do rock belorizontino, a banda também é formada por Ana Sarmento (vocal), André Figueredo (bateria) e Gustavo Silva (baixo). Após os EPs “Efêmero” e “(des)construir”, a banda se uniu ao produtor Felipe Fleury e ao mixador e masterizador Lucas Guerra para construir o novo disco em um modo novo.

“Foi a primeira vez que tivemos uma pré-produção, trabalhando com duas cabeças novas no processo de gravação e arranjo das músicas. Só a presença de duas novas pessoas já nos impõe um novo ritmo de trabalho, naturalmente. E foi incrível, a perspectiva de dois caras extremamente profissionais e muito bons no que se propõem a fazer, de fora da banda, trouxe à tona muitas formas de nos auto-avaliar, de repensar o que estamos fazendo, como fazemos”, conta o baterista André Figueredo.

02

“Apatia” e “3AM” já estão disponíveis nas plataformas de música digital. O disco completo será lançado até o fim do ano.

“Podemos dizer que todo o ‘Anedonia’ vem sendo moldado a partir do conceito que criamos com essas duas músicas. Não queremos nos limitar ou nos regrar na hora de criar uma música nova, mas, definitivamente, “Apatia” e “3AM” se tornaram referências para nós mesmos”, antecipa Figueredo.

Assista ao clipe de “3 AM”:

LEIA MAIS

Comentários