Orquestra Ouro Preto grava DVD homenageando Fernando Brant

Música e poesia em um espetáculo que brinda a arte e a cultura de Minas Gerais. Assim pode ser definido o novo projeto da Orquestra Ouro Preto. No domingo, 09 de setembro, às 11h, a formação orquestral mineira grava, ao vivo, em CD e DVD, o espetáculo “Quem Perguntou Por Mim: Orquestra Ouro Preto e Fernando Brant”. A gravação, que terá a participação da cantora Leopoldina, será no Grande Teatro do Sesc Palladium, às 11h. O concerto é a sétima apresentação da Série Domingos Clássicos 2018, que celebra a residência da Orquestra Ouro Preto no Sesc Palladium, por meio da parceria com o Sesc em Minas.

Com regência e direção musical do maestro Rodrigo Toffolo, produção executiva e direção de cena de Paulo Rogério Lage, o espetáculo une a musicalidade da Orquestra Ouro Preto à palavra de um dos maiores poetase compositores mineiros: Fernando Brant.

Orquestra Ouro_Fernando Brant_Irís Zanetti

Quem Perguntou Por Mim revive grandes clássicos da produção poética de Brant, obras imortalizadas pelas vozes de Milton Nascimento, Elis Regina e de seus parceiros do Clube da Esquina, promovendo um mergulho na alma de Minas Gerais.

O nome do espetáculo “Quem perguntou por mim” é uma alusão à canção homônima, escrita por Brant,que numa madrugada, por telefone, consolava um amigo em Paris das tristezas de uma separação.

Com arranjos especialmente compostos para orquestra de cordas e banda, por Mateus Freire,canções como Travessia, Milagre dos Peixes, Encontros e Despedidas, Canção da América e Maria Maria, entre outras integram o repertório do espetáculo que com certeza emocionará o público presente.

“Depois de Valencianas, The Beatles e a parceria com Edu Lobo, pensávamos em realizar um novo projeto que homenageasse Minas Gerais, que captasse o sentimento de mineiridade na figura de um grande artista. Fernando Brant é esse grande artista, que poetizou Minas de forma transcendental como um compositor de sinfonias. É a força da poesia musicada de Brant que estamos levando no espetáculo”, reflete Rodrigo Toffolo.

Histórico

Quem Perguntou Por Mim começou a ser concebido com Fernando Brant ainda em vida, é o que explica Paulo Rogério Lage, da Palco, produtora do espetáculo. “Em 2014, assentados lado a lado com Tavinho Moura na cerimônia de outorga, pela UEMG, a Milton Nascimento, do título Doutor Honoris Causa, ouvíamos vários discursos, enaltecendo, com justiça a unanimidade nacional que é Milton, sua obra e sua voz. E, como doutores não cantam, mas falam, eram os poemas de Brant que se ouviam sem parar. Rindo, perguntei a Brant: a homenagem é ao Milton ou a você”?

A partir desse encontro, Paulo Rogério propôs ao maestro Rodrigo Toffolo e a Fernando Brant um espetáculo nos moldes de Valencianas – Alceu Valença e Orquestra Ouro Preto – agora com músicas cujos poemas fossem de Brant. Aceito o desafio, o espetáculo foi ganhando forma, mas prematuramente interrompido pela morte do compositor. Agora, três anos após sua partida “Quem Perguntou Por Mim”tem sua estreia, não como uma homenagem ao poeta e amigo, Fernando Brant, mas como a materialização de um de seus últimos desejos em vida.

“Quem perguntou por mim” é uma realização da Palco Produções e da Orquestra Ouro Preto.

Repertório:

Abertura, Sentinela; Quem Perguntou Por Mim; Conversando no Bar; Ponta de Areia; Canção da América; Milagre dos Peixes; Maria Maria, Bailes da Vida; Canções e Momentos; Travessia; Encontros e Despedidas; San Vicente; Fruta Boa.

Os ingressos para a gravação do DVD Quem Perguntou Por Mim estão à venda por R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo têm 60% de desconto e pagam R$ 8,00. Os convites podem ser adquiridos na bilheteria do Sesc Palladium e no www.ingressorapido.com.br.

A Orquestra

Uma das mais prestigiadas formações orquestrais do país, a Orquestra Ouro Preto tem como diretor artístico e regente titular o maestro Rodrigo Toffolo. Premiado nacionalmente, o grupo jovem vem se apresentando nas principais salas de concerto do Brasil e do mundo. A orquestra foi criada em 2000 e seu trabalho é marcado pelo experimentalismo e ineditismo.

Com a intenção de compartilhar valor por meio da cultura e do conhecimento, a Vale patrocina a Orquestra Ouro Preto (OPP) desde 2017, oferecendo a jovens músicos a oportunidade de trilharem seus caminhos e vislumbrarem novos horizontes. Dentre as ações patrocinadas pela Vale e executadas pela OPP, está a formação e fomento a corporações musicais tradicionais (bandas marciais) e concertos em cidades de Minas Gerais.

Maestro Rodrigo Toffolo

Natural de Ouro Preto (MG), cidade Patrimônio Cultural da Humanidade, Rodrigo Toffolo é doutorando em Ciências Musicais pela Universidade Nova de Lisboa (Portugal) e Mestre em Musicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Fundador da Orquestra Ouro Preto, é seu diretor artístico desde 2000, assumindo a regência titular do grupo em 2007, após formação junto ao Maestro Ernani Aguiar, um dos maiores compositores e pesquisadores brasileiros em atividade.

Como regente titular e diretor artístico da Orquestra Ouro Preto, colecionou prêmios e condecorações como o Prêmio da Musica Brasileira 2015, na categoria melhor álbum de MPB por Valencianas – Alceu Valença e Orquestra Ouro Preto e o Prêmio Profissionais da Música 2017, na categoria Orquestras. Vale destacar ainda as indicações dos álbuns Latinidade (2007) ao Grammy Latino e Latinidade: Música para as Américas (2017) ao Prêmio da Música Brasileira na categoria Erudito.

Seus projetos têm encontrado eco por todo Brasil e exterior, levando a parcerias com grupos e instituições na Bolívia, Argentina, Portugal, Espanha, Inglaterra, Itália e Estados Unidos.

Sobre a Série Domingos Clássicos

A Série Domingos Clássicos tem o objetivo de democratizar o acesso à cultura e proporcionar a aproximação do público com a música de concerto. A cada segundo domingo do mês, a Orquestra Ouro Preto realiza concertos de caráter didático, abordando aspectos estilísticos e formais que caracterizam os períodos apresentados.

Serviço

Quem perguntou por mim: Orquestra Ouro Preto e Fernando Brant
Data: 9 de setembro, domingo
Horário: 11h
Local: Grande Teatro do Sesc Palladium (Rua Rio de Janeiro, 1046, Centro)
Atrações: Orquestra Ouro Preto
Ingressos:R$ 20,00 (inteira), R$ 10,00 (meia), R$ 8,00 (trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo)

LEIA  MAIS

Comentários