Obra de Banksy que se autodetruiu será exposta na Alemanha

Muita gente não deve saber, mas o conhecido artista de rua inglês, Banksy, causou sensação outubro desse ano quando uma de suas obras mais conhecidas se autodestruiu segundos depois de ter sido leiloada na casa Sotheby’s de Londres por 1,042 milhão de libras (cerca 1,4 milhão de dólares).

banksy1

A pintura, de 2006, apareceu em uma parede na Great Eastern Street, em Londres. Em 2017 foi eleita a obra de arte favorita da nação inglesa. A versão da galeria apresentava tinta spray e acrílico sobre tela, montada em uma placa e começou a ser picada, por um triturador escondido na moldura, diante dos olhos incrédulos de quem participava do leilão. A obra “Girl With Balloon” (Garota com Balão) mostra uma menina tentando pegar um balão em forma de coração e ganhou o mundo sendo reproduzida de diversas formas diferentes.

Na época Alex Branczik, diretor sênior da Sotheby’s e diretor de arte contemporânea na Europa chegou a comentar “parece que fomos ‘Banksyficados'”. Isso porque houve um sem número de especulações nas mídias sociais de que a brincadeira teria a intenção de valorizar da obra de arte. Mas, em seu perfil no Instagram, Banksy escreveu: “Going, going, gone…” (indo, indo, foi), que é uma expressão em inglês comum para se referir ao momento em que uma obra é arrematada num leilão. Algo como o “Dou-lhe uma, dou-lhe duas, vendido”.

insta

Banksy ganhou o mundo das artes com peças de grafite que se espalharam por toda a Inglaterra. Sua identidade continua sendo um mistério. Especulações levam a crer que o artista tenha crescido em Bristol, na Ingletarra. Mas é o máximo que se sabe sobre ele (ou ela).

Exposição da obra
Agora, a obra “Girl With Balloon”, picada pela metade, será exposta à visitação pública pela primeira vez. Isso acontecerá durante um mês, a partir de 5 de fevereiro, no Museu Frieder Burda, em Baden-Baden, na Alemanha. “Love is in the bin” (“O amor está no lixo”), como a obra passou a se chamar após intervenção artística de Banksy na Sotheby’s London, com a inesperada autodestruição da pintura, estará exposta até 3 de março.
banksy
O artista aproveitou para deixar claro que a casa de leilões não estava ciente de que a obra ia se autodestruir. Algo reafirmado pelo diretor do estabelecimento que afirmou que “Banksy não destruiu uma obra de arte durante o leilão, ele criou uma”.

O museu, em nota oficial sobre a exposição, filosofou que “desde o nascimento da arte conceitual, sempre houve tentativas artísticas de volatilizar ou mesmo destruir a própria existência de uma obra de arte, enfraquecendo seu valor material ou tentando transferi-la para um contexto de valor diferente”.

LEIA MAIS

Comentários

Tatiana Linhares. Muitas. Jornalista. Mineira. Tatuada. Outono e primavera. Pão de queijo. Livros. Música. Revistas. Cinema. Teatro. Futebol. Cruzeiro. Viagens de carro. Areia e mar. Esmalte colorido. Cerveja gelada. Família grande. Incontáveis amores. Paixonites agudas. Saudade. Simplicidade. Palavras