Novos nomes do folk brasileiro unem forças em festival itinerante

Nos dias 10, 11 e 12 de janeiro, os duos Feito Café (Angra dos Reis/RJ) e Devonts (São Paulo/SP), juntos da cantora e compositora Lívia Mendes (Pará), vão participar de um festival itinerante Caminhos do Folk, dedicado à produção autoral do estilo musical, que vai passar por Angra dos Reis e Paraty.

O objetivo do evento é movimentar o cenário musical brasileiro relacionado ao estilo, juntando principalmente artistas do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais numa espécie de intercâmbio entre as diversas cidades dos estados que, direta ou indiretamente, estavam ligadas ao ‘Caminho do Ouro’.

“O caminho ou ‘trilha do ouro’, como também era conhecido, foi uma importante passagem relacionada ao ciclo do valioso metal no Brasil, que ligava Rio, São Paulo e Minas. Como músicos, escolhemos trilhar a estrada do folk, mesmo que ela se bifurque por outros estilos como o pop, o indie e o rock. O que não muda é que nossa riqueza continua sendo a música”, explica o jornalista Hugo Oliveira, organizador do evento e membro do duo Feito Café.

A primeira edição do Caminhos do Folk será iniciada na quinta, 10 de janeiro, com um show dos três artistas no Korcora Mambucaba PUB, no Parque Mambucaba, em Angra dos Reis, a partir das 21h. No dia seguinte, sexta, 11, os músicos seguem para uma apresentação no Empório Mercante, em Paraty, às 22h30. Seguindo o caminho do ouro musical, no sábado, 12, o evento será encerrado com uma performance conjunta no Armazen Angra, no centro de Angra dos Reis, a partir das 21h.

Nascida no Pará, mas morando atualmente em São Paulo, a cantora e compositora Lívia Mendes abraçou a ideia do festival, e segue para a série de shows no Sul Fluminense com expectativa.

“Sinto-me honrada de participar dessa miniturnê, não só pela alegria de cantar pela primeira vez no Rio de Janeiro, mas também por estar ao lado de artistas que admiro e sou fã. Tenho certeza que vamos aprender e nos divertir muito juntos”, afirma a cantora.

De Bragança Paulista, mas vivendo na capital desde 2015, Pedro Rui Von, do duo Devonts, enxerga na realização do evento uma nova oportunidade para nomes do estilo trocarem experiências e, ao mesmo tempo, reafirmarem a devoção ao estilo musical.

“O mais legal de tudo é a gente ter um ponto de encontro de músicos que estão vibrando no mesmo diapasão, independente da posição geográfica. Acho que nada pode ser mais sincero do que isso. Saber que artistas de diferentes regiões estão na mesma sintonia faz com que a gente se sinta representado”, explica o músico.

De acordo com outra organizadora do festival, a cantora Lê Pacheco, do Feito Café, a ideia é que as edições do Caminhos do Folk sejam bimestrais, e que sejam efetuadas em cidades que mantenham alguma ligação com a famosa trilha do ouro.

“Para a edição de março deste ano, já estamos em contato com músicos de Minas Gerais que se identificam com o folk e, mais do que isso, entenderam o conceito do evento, relacionado ao intercâmbio cultural/musical entre artistas do Rio, São Paulo e Minas”, informa a cantora.

Outras informações sobre os shows: https://www.facebook.com/folkcaminhos/.

LEIA MAIS

Comentários