Na contramão da crise que se abateu sobre muitas livrarias brasileiras, Travessa abre filial em Portugal

Em janeiro desse ano, O Trem das Gerais noticiou, com tristeza, a crise que levou à falência grandes livrarias brasileiras. Correndo contra essa corrente, a Livraria da Travessa inaugurou, no último domingo (9 de junho), uma filial em Lisboa, Portugal.

Curiosos, escritores, atores, convidados e figurantes puderam ver todo o cuidado na escolha dos livros das vitrines da entrada da livraria. Saudando os visitantes estavam “Dom Casmurro”, de Machado de Assis; “Os maias”, de Eça de Queirós; “Contradança”, de Luís de Camões e a “Obra completa de Ricardo Reis”, de Fernando Pessoa. Lá dentro, “Caviar é uma ova”, de Gregorio Duvivier, dividia a bancada com “Fim”, de Fernanda Torres, e “Em busca do tempo perdido”, de Marcel Proust.

Em entrevista ao site do jornal O Globo, Rui Campos, dono da rede, explicou que a curadoria dos livros em destaque é feita de acordo com o gosto do público que frequenta o espaço. “Livraria é uma pedra preciosa que precisa ser lapidada. Demora um tempo até entender o seu público”.

O espaço tem o projeto arquitetônico e de decoração assinados pelos brasileiros Bel Lobo e Bob Neri, além do português Pedro Barata. A livraria conta com 300 metros quadrados em que predominam as cores preta e vermelha da marca e é possível vislumbrar uma linda fotografia – de parede a parede – do Jardim Botânico de Lisboa. A intenção é criar um ambiente confortável e convidativo.

Ao todo, cerca de 40 mil títulos estarão à disposição na loja. Essa é uma grande conquista, já que Rui Campos também realizou, recentemente, o sonho de abrir sua primeira filial de rua em São Paulo. Os dois projetos da rede coincidem com o formato que tem sido mais bem-sucedido no momento: o das livrarias médias. “Assim, conseguimos mantes o foco no atendimento, na curadoria e na criação de um ambiente agradável. É o caso da Travessa, da Martins Fontes e da Livraria da Vila, que não estão reclamando de nada e têm um modelo que está fazendo sucesso no mundo todo”, explicou o empresário.

LEIA MAIS

Comentários