Museus mineiros implantam sistema que disponibiliza suas coleções na internet

Ferramenta digital permite levantar o acervo das instituições do Estado

Para inventariar todo o acervo museológico dos equipamentos culturais da Diretoria de Museus e disponibilizar parte dele na internet, o Estado implementa, nos sete museus da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), o sistema livre e aberto Tainacan. A ferramenta digital de gestão de conteúdo permite melhor gerenciamento em rede e o alcance a públicos mais amplos.

O trabalho está em andamento e conta com uma equipe multidisciplinar. Estão envolvidos no projeto piloto voluntários da equipe de suporte do Tainacan junto ao Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), parte da equipe técnica do Núcleo de Tecnologia da Informação da Secult, profissionais da Diretoria de Museus e coordenadores e equipes de cada unidade.

A coordenadora do Sistema Estadual de Museus de Minas Gerais (SEMMG), Ana Werneck, destaca que a iniciativa auxilia no cumprimento da função social dos equipamentos culturais, oferecendo uma nova forma de acesso às coleções. “Estamos em um momento oportuno para que os museus desenvolvam atividades consideradas de backstage, já que estão fechados para a visitação pública. Investir nisso e conhecer a aplicação da ferramenta, assim como experimentar e se dedicar a organizar e viabilizar o acesso digital ao patrimônio mineiro, contribui para o aumento da visibilidade das coleções dos museus estaduais”, destaca.

O dispositivo Tainacan permite gerenciar e publicar coleções digitais, fornece mecanismos de busca e facilita a customização de temas e dados, além de possibilitar o acesso a visitantes.

*Com informações da Agência Minas.

LEIA MAIS

Comentários