Museu do Ferro, em Itabira, será reformado

Fechado há quase cinco anos, o Museu do Ferro, localizado na praça do Centenário, em Itabira, finalmente será reformado pela Prefeitura Municipal de Itabira, responsável pela manutenção do local. Os trabalhos, com início previsto para este mês, foram confirmados pelo executivo municipal.

“Vamos iniciar a reforma em setembro com previsão de concluí-la em até 90 dias. A expectativa é que fique pronto no final do ano”, afirmou o secretário municipal de Obras, Ronaldo Pires Lott que ressaltou, ainda, o tamanho da obra, “além da reforma de vários pontos de madeira, como janelas, esquadrias, e piso, da pintura geral e descupinização do local, também teremos que recuperar uma parte estrutural do museu, pois dois pilares que ficam no fundo do prédio estão bastante danificados, além de outro pilar com alguns barrotes dentro do prédio que também precisará de conserto”.

Nesta etapa, o Município irá investir R$ 131,3 mil. No entanto, além desses serviços, de acordo com Ronaldo Lott, a Prefeitura também trocará o atual forro do salão principal, “por um novo, mas igual ao original”, frisou.

Forro

Em janeiro deste ano, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (SMDUMA) apresentou como a atual gestão recebeu o Museu do Ferro. Na época, a secretária-adjunta de Desenvolvimento Urbano, Patrícia de Castro Ferreira, relatou que o primeiro problema identificado foi a troca do forro original saia-e-camisa do salão principal, por um de madeira comum. Segundo ela, como informou em janeiro, “a troca foi feita de forma aleatória e descaracterizou o patrimônio”.

De acordo com Ronaldo Lott, apesar da execução fora dos padrões, a madeira do atual forro será reutilizada. “É uma madeira boa e por isso o forro será desmanchado e reaproveitado em outros locais, como, por exemplo, na Casa de Drummond, que tem dois ou três lugares sem forro e o restante da madeira iremos guardar.”

Ainda segundo o secretário, para instalar o novo forro “não será possível reaproveitar nem os barrotes que foram colocados, pois o ponto está mais baixo e como é um forro de sobrepor, tem que ser mais alto”. Ronaldo Lott destacou, ainda, que o custo do forro – 160 m² – será de R$ 18.240.

LEIA MAIS

Comentários