Mulher maori faz história como 1ª apresentadora de TV com tatuagem facial

Oriini Kaipara, aos 35 anos, está fazendo história no jornalismo, na luta por sua cultura e no feminismo. Ela acabou de se tornar se a primeira apresentadora de televisão com uma tatuagem facial visível. A jornalista vive em Auckland, na Nova Zelândia, e trabalha para a TVNZ.

Em 2017, Oriini já havia se destacado mundial ao descobrir, após um exame de DNA, que seu sangue é “100% maori”, mesmo tendo também ascendência Pākehā. Assim, em 2019, ela decidiu cumprir com um sonho antigo e fazer uma tatuagem moko kauae.

Como tradição entre mulheres maoris, o moko kauae é uma tatuagem na região do queixo. Ela pode ser interpretada como uma manifestação física da verdadeira identidade da pessoa que a utiliza. Acredita-se que todas as mulheres maoris possuem um “moko” em seu interior e os tatuadores apenas o representam quando elas estão prontas para isso.

Em entrevista ao NZ Herald, ela disse que fez o seu melhor e “é tudo que eu queria. Não se trata apenas de mim, mas de aproveitar e abrir oportunidades para os usuários de moko, para os Maori. Não quero que isso seja uma maravilha de uma pessoa só”.

LEIA MAIS

Comentários