Marcos Alcântara, ex-superintendente da FCCDA, defende eventos culturais como alternativa econômica para Itabira

Durante o projeto “30 Anos sem Drummond”, o empreendedor cultural Marcos Alcântara participou, na terça-feira, 8 de agosto, da reunião da Câmara Municipal de Itabira, quando discorreu sobre o tema “Valorizar Drummond traz benefícios sociais, culturais e econômicos para Itabira”.

Em sua apresentação, Marcos Alcântara – que já integrou o projeto Drummonzinhos e foi superintendente da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA) – defendeu a necessidade de mudar a forma como as atividades culturais são entendidas em Itabira. Para ele, eventos artísticos são mais do que entretenimento e devem ser encarados como formas de gerar renda e emprego na cidade.

02
Em apresentação par os vereadores de Itabira, Marcos Alcântara defendeu a visão da cultura como elemento de negócios.

Na opinião do ex-superintendente da FCCDA, o município tem plenas condições de desenvolver feiras literárias de grande porte, capazes de atrair turistas de todo o país. A exemplo de cidades como Ouro Preto e Paraty, no Rio de Janeiro, Marcos Alcântara acredita que um evento literário de grande porte no município pode gerar uma média de mil empregos temporários e cerca de 150 ao longo da organização. Ele usou como exemplo a Semana Drummondiana. A ideia é potencializar o evento e desenvolver a economia local utilizando o nome do poeta.

“Com a lei Rouanet nós conseguimos trazer grandes possibilidades de eventos literários, grandes discussões sobre literatura gerando emprego durante o ano inteiro, não mediante as ações pontuais, e quando fizermos ações pontuais ela pode crescer muito e trazer possibilidades econômicas”, destacou.

30 anos sem Drummond

O poeta Carlos Drummond de Andrade faleceu no dia 17 de agosto de 1987 no Rio de Janeiro. Para lembrar os 30 anos sem o poeta itabirano, o vereador Paulo Soares de Souza (PRB) lançou oficialmente na tarde de terça-feira, 1º de agosto, durante a reunião da Câmara Municipal de Itabira, o projeto “30 anos sem Drummond”.

Criado a partir do Projeto de Lei 01/2017, o evento tem como objetivo celebrar a vida e a obra daquele que é chamado de “filho mais ilustre” de Itabira. Durante o mês de agosto, principalmente nas terças-feiras, alguma atividade será desenvolvida para celebrar a obra de Carlos Drummond de Andrade.

03
Marcos Alcântara é defensor da realização de uma feira literária de grande porte em Itabira, a exemplo de cidades como Ouro Preto e Paraty, no Rio de Janeiro.

Veja a programação completa do projeto “30 anos sem Drummond”:

Semana 1:

Reunião Ordinária da CMI (1/08):

  • Abertura da Programação por Paulo Soares;
  • Apresentação dos Drummonzinhos.

Gabinete do Vereador Paulo Soares (1 a 31/08):

  • Exposição da Obra de Drummond.

Semana 2:

Reunião Ordinária da CMI (8/08):

  • Divulgação do Concurso de Poesia pela Escola do Legislativo da Câmara Municipal – Participação de alunos das escolas públicas e particulares de Itabira*;
  • Apresentação Marcos Alcântara.

Semana 3:

Reunião Ordinária da CMI (15/08):

  • Rosemeire Penido – Papel do artesanato na cultura Itabirana.

Associação Itabirana de Artesãos (15 a 17/08):

  • Exposição de artesanato e comidas típicas.

CMI (16/08):

  • 19h: Mesa Redonda: Importância de Drummond para o desenvolvimento sócio econômico de Itabira.

CMI (17/08):

  • Palestra sobre Drummond por Dadá Lacerda na Escola do Legislativo.

Semana 4:

Reunião Ordinária da CMI (22/08):

  • Apresentação Marcos Borges.

Semana 5:

Reunião Ordinária da CMI (29/08):

  • Apresentação da Cia Itabirana de Teatro.

CMI (29 a 31/08):

  • Varal Literário na Câmara Municipal.

*Premiação do concurso de poesias: 31/10

LEIA MAIS

Comentários