Live em comemoração aos 20 anos da Orquestra Ouro Preto foi assistida por 85 mil pessoas ao vivo

Apresentação foi marcada pela excelência e versatilidade do repertório durante 3 horas de transmissão pelo YouTube

Uma celebração histórica para comemorar e reviver sucessos! A Orquestra Ouro Preto, internacionalmente reconhecida por turnês que prezam pelo ecletismo e pelas experimentações, transmitiu, ao vivo, o concerto especial para celebrar seus 20 anos de história. O espetáculo foi realizado na última sexta, 21 /de agosto, direto do Grande Teatro do Sesc Palladium, em Belo Horizonte, sem a presença do público, mas com uma multidão acompanhando online dos quatro cantos do mundo.

De acordo com a produção do concerto, cerca de 85 mil pessoas assistiram a live durante as três horas de transmissão pelo YouTube. No entanto, até o momento, os números do canal da orquestra já contabilizam a marca de 110 mil pessoas. “Estamos radiantes com nossos 20 anos. A espera de mais de 6 meses para subir ao palco e reencontrar, mesmo que virtualmente, nosso público, valeu cada minuto. Uma noite memorável, com a marca da excelência e versatilidade da Orquestra Ouro Preto”, descreve o Maestro Rodrigo Toffolo.

Apesar das restrições de isolamento necessárias em função da pandemia da Covid-19, o concerto foi digno de esplendor de teatros lotados em meio a uma situação que parecia um imenso vazio. Para o Maestro Rodrigo Toffolo, a live foi uma oportunidade especial de levar a música clássica nas suas mais belas expressões de arte ao público em um momento em que a sociedade não tem acesso à cultura por conta dos protocolos sanitários.

A celebração foi marcada por emblemáticos depoimentos de grandes artistas do cenário musical, entre eles, o cantor e compositor pernambucano, Alceu Valença, que antes da transmissão ser iniciada, ligou diretamente para o maestro e cantou o ‘Parabéns’, em razão do seu aniversário celebrado na mesma data do concerto. Ao público, Alceu enfatizou: “Quando estou cantando com a Orquestra Ouro Preto, estou no paraíso. Primeiro, porque o povo que compõe a orquestra é de um astral inigualável. Segundo, por uma competência incrível. E, eu quero dizer a vocês que a Orquestra Ouro Preto é um máximo. É ouro branco. É ouro dourado. É tudo. É ouro e é joia!”.

Do Erudito ao Popular

Um show de recordações vividas pela Orquestra Ouro Preto desde o ano 2000. A noite foi marcada por muita emoção e por homenagens em forma de melodias e partituras. Os 28 músicos, regidos pelo Maestro Toffolo tocaram os sucessos da lendária banda britânica, The Beatles, assim como de nomes que fizeram a história do Clube da Esquinaos mineiros Milton Nascimento eFernando Brant. Os grandes clássicos das telonas e trilhas de filmes ganharam roupagem erudita e provocaram o saudosismo por obras inesquecíveis do cinema. Por fim, os acordes anunciaram o ritmo nordestino de Valencianas, última turnê produzida pela orquestra.

Solidariedade

A live ainda também contou com uma parceria especial que uniu a música e a solidariedade. O público de casa pode contribuir com o Mesa Brasil Sesc, um programa nacional de segurança alimentar e nutricional que distribui alimentos para famílias carentes, dedicado ao combate à fome e ao desperdício.

Saiba mais sobre a história da Orquestra

Uma das mais prestigiadas formações orquestrais do país, a Orquestra Ouro Preto completa 20 anos de atividades ininterruptas em 2020 e se reafirma como uma orquestra de vanguarda. Sob a regência e direção artística do Maestro Rodrigo Toffolo, o grupo se dedica à formação de diferentes públicos, com uma extensa programação nas principais salas de concerto e espaços diversos no Brasil e no mundo.

Sob os signos da excelência e versatilidade atua também em projetos sociais e educacionais que vão muito além da música, como o Núcleo de Apoio a Bandas e a Academia Orquestra Ouro Preto. Premiado nacionalmente, o grupo comemora 20 anos de uma trajetória com onze trabalhos registrados em CD, sete DVDs. Foi vencedora do Prêmio da Música Brasileira em 2015, na categoria “Melhor Álbum de MPB”, e indicada ao Grammy Latino 2007, como “Melhor Disco Instrumental”, por Latinidade. Os discos “Latinidade – Música para as Américas”, “Antônio Vivaldi – Concerto para Cordas” e “The Little Prince”, versão em inglês do tributo prestado pela Orquestra à literatura de Saint-Exuperry, tem distribuição mundial pela gravadora Naxos, a mais importante do mundo dedicada à música de concerto. Para mais informações, acesse: http://www.orquestraouropreto.com.br.

LEIA MAIS

Comentários