Jennifer Lopez interpretou stripper de graça em filme que pode lhe render prêmios

A temporada de prêmios do cinema internacional nem começou e Jennifer Lopez já é uma das principais candidatas ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante, em 2020.  Tudo isso graças à sua elogiadíssima atuação no filme “As Golpistas”‘, que estreia nos cinemas brasileiros em 28 de novembro.

Em entrevista recente à revista GQ dos EUA, a atriz e cantora revelou que fez o filme de graça. “Eu não fiquei rica com ‘As Golpistas’. Fiz de graça e produzi o filme. Como ‘Jenny from the Block’, faço o que amo”, destacou fazendo referência ao seu single lançado em 2002.

O filme conta a história de um grupo de strippers que se aliam para orquestrar uma vingança contra seus clientes ricos de Wall Street. Para Jennifer, a produção representa um marco para a representatividade feminina no cinema. “Esse é o nosso filme, onde mandamos em tudo. Ele é todo produzido por mulheres, incluindo diretora, roteirista e protagonistas. Estamos assistindo os homens tomarem vantagem das mulheres nos filmes há muito tempo, então é engraçado ver quando a mesa vira”.

“As Golpistas” é dirigido por Lorene Scafaria e, além de Jennifer, estrelado por Constance Wu e Cardi B. A atuação de Jennifer no longa vem sendo constantemente elogiada pela imprensa especializada, que aponta a atriz como uma das favoritas ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante, em 2020.

Em sua carreira como atriz, ela já viveu altos e baixos chegando, inclusive, a ser indicada ao Globo de Ouro de Melhor Atriz em 1998 pelo filme ‘Selena’. Por outro lado, ela tem cinco indicações ao Framboesa de Ouro, que premia as piores atuações e filmes do ano – ela “venceu” o prêmio em 2003 por ‘Contato de Risco’.

LEIA MAIS

Comentários