Itabira recebe a quinta edição do projeto “Leitura na Praça”

No primeiro semestre de 2016, o Instituto Pró-Livro divulgou a quarta edição da pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil”, que aponta que 44% da população brasileira não lê e 30% nunca comprou um livro. Os dados são preocupantes e demonstram o baixo interesse da nossa população quando o assunto é leitura. Para incentivar e fomentar o hábito de ler acontece em Itabira no sábado, 29 de outubro, às 09h, na praça Dr. Acrísio Alvarenga, o projeto “V Leitura na Praça”.

Promovido pelo Rotary Club de Itabira-Cauê, Rotaract Club de Itabira-Cauê e Interact Club de Itabira, o evento tem como objetivo promover o hábito de leitura como instrumento de promoção da cidadania e emancipação social, além de circular informação para as pessoas de baixa renda. O projeto, que está em sua quinta edição, integrará neste ano a programação oficinal da 15ª Semana Drummondiana, que é promovida pela Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA).

“Itabira é uma cidade que historicamente respira cultura, é a terra de Carlos Drummond de Andrade e de gênios menos famosos como Newton Baiandeira e José Assunção. Com esse espírito, o Rotaract busca ocupar espaços públicos da cidade, promovendo a distribuição gratuita das mais diversas obras literárias”, afirma Raul Macieira, presidente do Rotaract Club de Itabira-Cauê.

Além de promover o hábito de leitura, o projeto se baseia na ocupação dos espaços públicos como forma de levar informação e entretenimento para a população. Para o sábado está programada a distribuição de livros e apresentações culturais, com a participação das bandas Nosso Fulcro e Poison or Medicine, do grupo de dança Tumbaitá e oficina de contação de histórias com o coletivo “Luxando com Letras”. Quem passar pela praça Dr. Acrísio Alvarenga também poderá trocar um livro que tenha por outro que ainda não leu – ajudando, assim, a manter o “Leitura na Praça”.

“O dia 29 de outubro é o dia nacional do livro. Tal fato, somado ao aniversário de Drummond [no dia 31 de outubro], que é nossa maior referência cultural, acaba fortalecendo a possibilidade de impactar e atrair de forma mais eficaz a comunidade itabirana, oferecendo a possibilidade de um despertar cultural em meio à efervescência causada pelas efemeridades”, destaca Pedro Macieira, integrante do Rotaract.

Semana Drummondiana

A parceria com a FCCDA permitiu a expansão do “Leitura na Praça”, que em sua quinta edição contará com uma estrutura mais ampla e com possibilidade de alcançar um número maior de pessoas. Ao integrar a programação oficial do 15ª Semana Drummondiana, o projeto rotariano é integrado a uma série de iniciativas que visam promover e difundir a cultura em Itabira.

Dessa forma, o “Leitura na Praça” se junta a intervenções poéticas do grupo La Trupe, ocupação urbana com o coletivo Arredaí – Música, Poesia e Sustentabilidade, além de mesas redonda, palestras, cortejos culturais, blitzen literárias, dentre outras atrações. Clique aqui e confira a programação completa da Semana Drummondiana.

“Pela primeira vez nosso evento não é um ato isolado, ele faz parte de uma somatória de esforços que visam incentivar e promover cultura na nossa cidade. Sendo assim, acreditamos que teremos uma maior visibilidade e consequentemente a possibilidade de levar nosso ideal de fazer circular livros pela cidade para um grupo maior de pessoas”, avalia Raul Macieira.

História

Idealizado pela rotariana Marília Procópio, o projeto “Leitura na Praça” acontece anualmente desde 2012 e reúne em torno da iniciativa o Rotary Club de Itabira-Cauê, Rotaract Club de Itabira-Cauê e Interact Club de Itabira, que trabalham no resgate do valor da leitura, seja como ato de prazer ou requisito para emancipação social e promoção da cidadania.

O “Leitura na Praça” foi desenvolvido a partir da percepção de novas tecnologias, sobretudo o desenvolvimento das ferramentas de comunicação, que colaboram para a redução do hábito de leitura, o que contribui para a dificuldade na compreensão e interpretação de textos, baixo conhecimento ortográfico e da língua portuguesa e a utilização de um vocabulário precário, reduzido e informal.

14681629_692797117542036_1764664175015533246_n

LEIA MAIS

Comentários

A profissão é jornalista. A diversão é um livro. Mas também pode ser um filme ou uma série. O esporte é futebol - desde que acompanhado do sofá da sala. O universo digital exerce grande interesse. Não dispensa uma xícara de café ou um copinho de cerveja.