Iepha-MG lança campanha de preservação do patrimônio cultural durante o Carnaval

O Carnaval está chegando e, em Minas Gerais, a festividade acontece em ruas, avenidas, praças e espaços localizados em núcleos históricos ou em suas áreas de entorno, onde existem bens culturais protegidos.

Com o objetivo de conscientizar foliões, o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG) promove uma campanha sobre a importância de se preservar os bens culturais do estado durante o Carnaval e divulga orientações para que os foliões se divirtam com segurança sem colocar o patrimônio cultural mineiro em risco.

Confira algumas das frases que fazem parte da campanha educativa:

Bandeira branca, amor!

Neste Carnaval não se esqueça de proteger nossos bens culturais.

Mamãe, eu quero!

Aproveitar o Carnaval, mas sem deixar de proteger o patrimônio cultural.

Ei, você aí!

Não deixe de preservar os bens culturais de sua cidade durante o Carnaval.

Não se esqueça de mim…

Neste Carnaval lembre-se sempre da importância de nosso patrimônio cultural.

O Instituto divulga também orientações para os agentes públicos municipais, responsáveis pela preservação e segurança do patrimônio cultural:

•A instalação de barracas, palcos, arquibancadas, caixas de som, telões e equipamentos em geral deve guardar distância dos bens culturais e da rede elétrica;

•Os banheiros públicos devem ser instalados em locais adequados e afastados das fachadas dos imóveis e monumentos culturais;

•As prefeituras devem orientar os trajetos de trios elétricos e carros alegóricos para que não provoquem danos ao patrimônio;

•As prefeituras devem realizar campanhas educativas para a preservação do patrimônio cultural.

Em Minas Gerais, a riqueza arquitetônica e cultural encontrada nas praças, nas igrejas e nos casarões seculares atrai pessoas de todas as regiões, fazendo do Carnaval mineiro um dos mais tradicionais do Brasil.

*Com informações da Agência Minas.

Comentários