Governo de Minas Gerais apresenta ações para o audiovisual no maior evento de negócios do setor

Governo do Estado de Minas Gerais, por meio do Programa de Desenvolvimento do Audiovisual Mineiro (Prodam), apresentou suas iniciativas de fomento ao setor no maior evento de comercialização de conteúdos audiovisuais do Brasil.

As ações foram destaque em um dos painéis do Rio Content Market, que acontece nesta semana na capital fluminense. O debate tratou dos investimentos locais no desenvolvimento, formação, produção e exibição de obras para cinema e TV.

A Diretora de Incentivo à Indústria Criativa da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), Fernanda Machado, falou sobre a iniciativa inédita do Governo Estadual de criação de uma rede de cooperação entre representantes de diversas instituições públicas, privadas e da sociedade civil para planejar e executar as políticas de fomento.

Fernanda destacou a decisão estratégica de se dedicar ao audiovisual um olhar diferenciado. “O Prodam significa o reconhecimento de que o cinema, a produção televisiva e de entretenimento são negócios de enorme potencial para a economia criativa, capazes de diversificar a economia do estado como um todo. Nossos investimentos consistentes nessa área têm revelado resultados importantes e estão beneficiando um número cada vez maior de produtores”, afirma.

O Programa de Desenvolvimento do Audiovisual Mineiro foi lançado em maio de 2016 e já lançou editais para desenvolvimento de roteiros, produção e finalização de longas-metragens e realização de festivais cinematográficos.

Um exemplo da mobilização alcançada pelas iniciativas é o concurso para financiar a criação de roteiros para obras audiovisuais. As inscrições para o edital atual, que está em fase de julgamento de propostas, tiveram crescimento acima de 50% no número de projetos apresentados, em comparação ao ano anterior, subindo de 137 para cerca de 210.

O concurso, realizado com verba da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), vai selecionar 16 propostas de roteiro, divididas nas categorias ficção, animação e documentário, que receberão investimento total de R$ 1,5 milhão.

Outros dois editais, que fazem parte do Prodam, estão com inscrições abertas. Um deles é para produção e finalização de longas metragens, que irá investir, em parceria com a Ancine, R$ 5 milhões em seis projetos nas categorias ficção, animação e documentário. As propostas podem ser apresentadas até o dia 29 de março.

Em parceria entre a Codemig, a Ancine e a Rede Minas, o edital Olhar Independente está com inscrições abertas até o dia 7 de abril. O concurso irá selecionar 24 propostas de obras seriadas e não-seriadas que poderão receber, ao todo, R$ 17 milhões, por meio do pré-licenciamento das produções para exibição na emissora pública.

Os projetos selecionados irão firmar contrato para receber da Codemig valor correspondente ao pré-licenciamento dos direitos de exibição da obra na Rede Minas. Esse pré-licenciamento permitirá aos produtores pleitear recursos do Fundo Setorial Audiovisual por meio das linhas de financiamento do Programa de Apoio ao Desenvolvimento da Indústria Audiovisual (Prodav).

O valor investido pela Codemig para o pré-licenciamento das obras será de R$ 928 mil, e os projetos selecionados poderão receber da Ancine investimento total de até R$ 17 milhões, sendo R$ 7 milhões requeridos pelas próprias produtoras, por meio da linha Prodav 1, e quase R$ 10 milhões pleiteados pela Rede Minas, na linha Prodav 2.

Minas de Todas as Artes

O fomento da Codemig ao audiovisual integra o Minas de Todas as Artes – Programa Codemig de Incentivo à Indústria Criativa, lançado em agosto de 2015. A iniciativa inédita e estratégica busca fomentar o desenvolvimento de novos negócios que gerem empregos, renda e riquezas para o estado.

Até o fim de 2018, serão investidos mais de R$ 20 milhões em editais de fomento e fortalecimento, com iniciativas de valorização de setores como gastronomia, audiovisual, design, moda, música e novas mídias.

Programa de Desenvolvimento do Audiovisual Mineiro

Para estimular todos os ângulos de ação do segmento, o Prodam unifica, no campo do audiovisual, além de instituições privadas, as secretarias de Estado de Cultura, de Educação e de Turismo.

Entre as entidades da administração pública indireta, têm assento garantido na mesa de discussões as fundações de Amparo a Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig), Clóvis Salgado e a TV Minas Cultural e Educativa – Rede Minas, as companhias Energética de Minas Gerais (Cemig) e de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), a Rádio Inconfidência, o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha) e a Imprensa Oficial de Minas Gerais.

*Com informações da Agência Minas.

LEIA MAIS

Comentários