Governador entrega R$ 2 milhões em prêmios a 66 grupos de artes cênicas de Minas Gerais

Sessenta e seis grupos de teatro, dança e circo do estado receberam na terça-feira, 26 de janeiro, em evento no Palácio das Artes, em Belo Horizonte, o Prêmio Artes Cênicas de Minas Gerais. Foram distribuídos R$ 2 milhões para incentivo a produções artísticas, além de melhorias da infraestrutura dos espaços para apresentações culturais.

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, destacou o aumento do valor do prêmio entregue neste ano. Em 2014, foram distribuídos R$ 1,7 milhão a 54 grupos de artes cênicas, contemplando um total de 30 cidades. “É uma alegria termos conseguido aumentar o valor nessa edição do prêmio. Este ano, foram R$ 2 milhões para 66 grupos, abrangendo 38 municípios. Isso é importante porque reforça nosso compromisso com a regionalização não só da cultura, mas das políticas culturais em geral”, afirmou Pimentel.

Ao lado do secretário de Estado da Cultura, Angelo Oswaldo, o governador reafirmou a intenção de levar políticas públicas às diversas regiões do Estado por meio dos Fóruns Regionais de Governo, criados no ano passado pela atual administração em 17 territórios de Minas Gerais. “Nós temos um carinho muito grande pelo interior. Neste ano, vamos prosseguir com os fóruns. É um jeito importantíssimo de a gente se aproximar da realidade do Estado. E, mais do que nunca, a arte é necessária para nos fazer rir, chorar, pensar e sonhar”, disse Pimentel, prestando uma homenagem aos artistas.

O objetivo do prêmio é estimular a produção cultural, incentivar a pesquisa de linguagens, contribuir para a formação de público e facilitar o acesso ao conhecimento e a produções de qualidade. Essa edição foi lançada em outubro do ano passado, com a publicação de dois editais. Foram selecionados 36 grupos itinerantes, que receberam prêmios individuais de R$ 30 mil, totalizando R$ 1,08 milhão. São 12 prêmios para espetáculos de circo, 12 para apresentações de dança e 12 para peças de teatro.

Os demais R$ 990 mil foram distribuídos a 30 grupos cênicos para infraestrutura de seus espaços culturais. São 15 prêmios de R$ 40 mil cada para a manutenção dos locais e 15 prêmios de R$ 26 mil para a aquisição de equipamentos.

Apoio
Representando os premiados, Xisto José Pinto Costa, do grupo XinXin e Juaneto, de Mariana, no Território Metropolitano, destacou a importância da arte para a soberania da população. “A arte perpetua histórias e abre perspectivas para o futuro. Agradeço a oportunidade e os gestores do atual governo por terem aumentado os recursos destinados ao prêmio deste ano”, disse.

Realizado pela Secretaria de Estado de Cultura, o prêmio conta com o patrocínio da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura em parceria com o Instituto Sérgio Magnani.

Também participaram da solenidade a diretora-presidente da Copasa, Sinara Meireles, o diretor de Administração e Finanças do Instituto Sérgio Magnani, Leopoldo Spínola, e o líder do governo na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, deputado Durval Ângelo, além de secretários de Estado e lideranças políticas e culturais do Estado.

Clique aqui para conhecer os 66 grupos premiados.

*Com informações da Agência Minas.

Comentários